Quantcast
Prefeitura de São Paulo realiza casamento coletivo gay com 39 casais Mundo

Prefeitura de São Paulo realiza casamento coletivo gay com 39 casais

Written by Marcio Rolim on November 28, 2017
Be first to like this.

O evento aconteceu em um casarão na Avenida Paulista na manhã de domingo 26, com a presença 39 casais e de seus familiares. Essa foi a primeira celebração coletiva de união homoafetiva organizada pela administração municipal.

Desde 2013 o casamento homoafetivo é possível no Brasil a partir da decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que emitiu uma resolução determinando que todos os cartórios do país realizassem a união civil entre pessoas do mesmo sexo. Até então, só eram formalizadas as uniões estáveis.

A diferença entre união estável e o casamento civil é que este segundo concede segurança jurídica para a garantia de direitos aos casais, como herança, pensão alimentícia e dependência em plano de saúde. O status de relacionamento muda e, em caso de separação, se o casal tiver filhos, o relacionamento deve ser desfeito perante um juiz.

Para esta celebração, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) disponibilizou equipe de advogados para orientar os casais interessados em se casar e intermediou a isenção da taxa junto aos cartórios. O Clube Homs cedeu o salão para a cerimônia que aconteceu sem custos para a Prefeitura de São Paulo.

O casal Gilson e Robson disse ao G1 que estavam oficializando a união de quatro anos e sete meses no dia anterior e comemoram o casamento na cerimônia neste domingo.

“Eu estou calmo, mas muito feliz. Sempre conversamos sobre o casamento civil. Além de termos um relacionamento sólido, com amor, carinho, respeito, cumplicidade e companheirismo, tem a parte burocrática também. Não quero ter empecilhos na Justiça para comprar um imóvel em conjunto e quero deixar o que tenho para ele um dia, se eu faltar”.

A ação ocorreu graças à uma campanha da Secretaria de Direitos Humanos que divulgou a ação nas redes sociais e convidou os casais que desejassem se casar no civil a fazer uma inscrição gratuita em um dos quatro centros de cidadania LGBT da capital. Entre os inscritos, 39 casais conseguiram encaminhar a documentação necessária e realizaram o sonho.

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in