YouTuber brasileiro Guigo explica a diferença do sexo entre o pornô e a realidade

YouTuber brasileiro Guigo explica a diferença do sexo entre o pornô e a realidade

Be first to like this.

This post is also available in: English

Em seu novo vídeo, Davey Wavey explica a diferença entre o sexo no pornô gay e o sexo na vida real, e conta com a ajuda do youtuber brasileiro Guigo.

Wavey aborda cada detalhe em seu vídeo — patrocinado pela rede social gay Hornet — detalhando o que faz o sexo no pornô gay tão irreal.

O famoso youtuber começa: “Eu acho que uma das coisas que sempre me chama atenção é como esses caras se conhecem e do nada eles já estão pelados. E na vida real, pelo menos pra mim, é sempre a coisa mais constrangedora.”

“E tem o beijo apaixonado do pornô, sensual e agressivo. Mas na vida real quando eu beijo, não dá muito certo,” explica Wavey. “E aí tem as posições sexuais que no pornô são uma delícia e parecem ser ótimas. Mas aí na vida real, quando você tenta… é muito ruim.”

“Ok, a minha maior reclamação em relação à natureza irreal do pornô é eles terem um pau enorme, gigante, do tamanho de um cavalo. E eles vão e simplesmente enfiam de boas. Te garanto que não é assim que funciona.”

Wavey conclui o vídeo sensual e divertido com uma lição que todos podem aprender. “Apesar de toda essa conversa de como o pornô é glamouroso e blá blá blá, eu não trocaria meu sexo constrangedor e desajeitado da vida real por esse sexo de pornô,” admitiu. “Eu acho que nessas horas que você está constrangido e desajeitado, você acaba rindo e é uma bobeira. E esses são os momentos onde você acaba tendo uma conexão verdadeira com seu parceiro. Você se conectam de fato.”

“É tipo, eu sou um humano estúpido e você é um humano estúpido e estamos muito constrangidos. Então vamos usar esse constrangimento como algo em comum para nos conectar.”

Assista Davey Wavey explicando a diferença:

 

Traduzido por Rafael Lessa.

Related Stories

O sexo está bom para você?
Ator pornô gay relata abusos que sofreu durante chemsex
Acredite, você vai gostar de sexo mais quando se concentrar menos na ereção
Um novo estudo diz que os homens que veem mais pornografia têm mais dificuldades sexuais
Quantcast