Fotos íntimas de casais gays do Vietnã desafiam a homofobia

This post is also available in: English ไทย 繁體中文

Em 5 de agosto de 2012, o Vietnã teve sua primeira Parada Gay na cidade de Hanoi. Naquele mesmo ano, a fotógrafa vietnamita Maika Elan começou fotografando a The Pink Choice, uma série de fotografias (depois nomeada como um site de viagens LGBTQ) revelando a vida pessoal de casais gays vietnamitas.

“Mesmo que muitas pessoas pareçam abertas à homossexualidade no Vietnã”, Elan escreveu, “as coisas não são bem assim quando eu mostrei algumas fotografias de casais homossexuais em momentos íntimos. A maioria achou as fotos nojentas e inaceitáveis”.

Legal, mas não igual

O Vietnã nunca criminalizou relações de mesmo sexo e legalizou o casamento gay no início de 2015. Mesmo assim, casais homossexuais ainda possuem a totalidade dos direitos
dados aos casais heterossexuais.

Além disso, um relatório de 2014 sobre os direitos dos LGBTQ no Vietnã mostrou que muitos deles ainda sofrem violência e discriminção das mãos dos membros homofóbicos de suas famílias: algumas famílias forçam seus parentes gays a fazer terapia de cura gay ou até mesmo impõem casamentos com membros do sexo oposto.

As reações negativas às fotos de Elan fizeram ela querer tirar ainda mais fotos de casais de mesmo sexo. Ela queria imagens que transmitissem amor de maneira romântica, bonita e natural. Algumas delas capturaram casais gays fazendo atividades comuns, que acontecem dentro de casa, exalando amor nos pequenos detalhes em fotografias que qualquer casal poderia se identificar.

As imagens dos casais gays estão desatualizadas

De acordo com Elan, a mídia vietnamita tende a focar nos desvios de conduta dos homossexuais com “homossexuais fotografados em roupas e maquiagem ridículas, atitudes espalhafatosas ou rudes”, ela diz, “ou em tragédia, fazendo os gays parecerem simpáticos, porém vulneráveis e arrependidos”.

Elan quis representações que revelassem as pessoas que se sentem felizes em relação às suas identidades. Ela esperava que suas fotos dessem aos heterossexuais uma chance de simpatizar com os casais gays através de seus pouco notados momentos felizes de amor, cuidado e construção de vida.

Casais gays do Vietnã, de frente para a câmera de Elan

Ela se encontrou com Nguyen Van Dung, um autor gay bem conhecido pela pequena comunidade LGBTQ do Vietnã. Dung ajudou a encontrar pessoas para retratar na entrevista dela com o The New York Times, Elan disse que muitos dos casais pareciam nervosos ou começavam a “forçar” afeto quando ela filmou os pela primeira vez. Outros pareciam tensos e desconfortáveis em público, então ela começou a passar alguns dias com os casais e só depois os fotografava na privacidade de suas casas.

Enquanto alguns não gostam de suas fotos (alguns até mesmo pediram para ela remover as fotos de amigos e familiares da exibição pública), outros acharam as fotos tristes e perguntaram por que eles não estavam sorrindo.

Ela respondeu, “eu não acho que você tem que ter um sorriso feliz se você está ao lado da pessoa que ama”.

Aqui estão 10 das fotos de Elan de casais gays do Vietnã: