5 histórias de brinquedos sexuais para te excitar, assustar e chocar

This post is also available in: English

Sexo é estranho. Isso não é uma coisa ruim, muitas coisas ótimas são estranhas. David Lynch, por exemplo. Ele é muito estranho. E assim como David Lynch, às vezes o sexo é engraçado. Recentemente vasculhamos a web atrás de nossas histórias estranhas e engraçadas favoritas envolvendo brinquedos sexuais. Então prepare-se para vibrar com a gente!

1. Hackers podem invadir o seu plug anal com bluetooth e fazer você vibrar contra a sua vontade.

Se você acompanha qualquer tipo de notícias sobre tecnologia, você conhece os perigos de qualquer aparelho ligado à internet. Hackers podem invadir seus carros que dirigem sozinhos. Eles podem mudar suas trancas. E agora eles podem ligar os seus plugs anais.

Pesquisadores da Pen Test Partners demonstraram como eles podem localizar brinquedos sexuais com Bluetooth nas proximidades — nesse caso, um Lovesense Hush — e ligá-los. Segundo eles, “Alguém poderia colocar o motor do Hush na velocidade máxima, e enquanto o invasor estivesse conectado pelo Bluetooth, a vítima não poderia parar as vibrações.”

Eles não querem dar lição de moral em ninguém, só querem brinquedos mais seguros. E como o futuro chegou, isso inclui se certificar que o firewall do seu vibrador esteja funcionando. (Tá aí uma frase que você achou que nunca ia ler).

2. Nem tudo que cabe na sua bunda deve ser colocado lá.

Falando em plugs anais, todos deveriam saber que somente coisas projetadas para serem enfiadas na sua bunda que deveriam ser enfiadas lá. Mas isso não impede as pessoas de tentarem. Em 2016, muitas pessoas enfiaram várias coisas dentro delas.

Então, se o seu brinquedo sexual estiver sujo, apenas limpe; não tente improvisar. E se você tentar improvisar, não use, pro exemplo: uma lanterna, uma barra de cortina, um batedor de ovo, um martelo ou um copo de shot.

Certifique-se de que qualquer coisa que entre na sua bunda tenha uma base larga para que seja fácil de ser retirada de lá, por favor.

3. A morte não tem que ser o fim (do sexo anal).

sex toy stories 21 grams dildo

Perder um ente querido é trágico, e perder seu parceiro é devastador. Além de nunca mais ouvi-lo, vê-lo ou conversar com ele, você também nunca mais vai sentir a carícia dele.

Mas graças ao designer Mark Sturkenboom, você ainda pode transar com o seu amado falecido. (Sem cometer necrofilia). Com o seu projeto 21 Grams, Sturkenboom propõe colocar os restos do seu amado em uma pequena urna colocada dentro de um consolo feito com vidro soprado.

Segundo Sturkenboom, “21 Grams não é apenas uma maneira de tentar uma pessoa a reviver uma noite íntima mas é uma afirmação física de amor contra o inevitável fim da vida.” O brinquedo vem em uma caixa com alto-falantes para tocar a música favorita do seu amado, além de um vaporizador onde você pode colocar perfume.

4. United Airlines expõe um consolo usado de um casal gay.

Existem muitos motivos para odiar viajar de avião. A grande quantidade de dinheiro gasto no que é substancialmente encenação de segurança; a detenção de pessoas trans sem motivo; discriminação LGBTQ pelas companhias aéreas. E, se você precisava de mais motivos para odiar voar, a United Airlines tem um para você. (Bem, OK, outro motivo.)

Em maio de 2011, um casal gay acusou a cia. aérea de retirar um consolo gigante da mala deles, cobri-lo com “uma substância gordurosa e com cheiro ruim”, e prendê-lo com fita adesiva do lado de fora da mala. O caso foi julgado improcedente em 2012 mas eles recorreram em 2013.

A defesa da United tinha dois argumentos. Primeiro, que a empresa não podia ser responsável por algo feito por seus empregados “fora do contexto de trabalho”. De acordo com a United, eles só poderiam ser responsabilizados se os atos dos empregados não tivessem sido cometidos por causa de animosidade pessoal, contrariando o que o casal estava alegando. A United alegou que o casal também não apresentou provas que um empregado da United tenha sido o autor do ato.

Infelizmente para o casal, em 2016 o 5º Circuito Judicial sentenciou a favor da companhia aérea. A turma com três juízes decidiu que o casal não tinha provas suficientes de que tinham sido os funcionárias da empresa os responsáveis pelo ato.

5. Em 2015, a CNN confundiu uma bandeira de um sex shop com a bandeira do Estado Islâmico.

sex toy stories isis flag Em 2015, a CNN não perdeu tempo em noticiar que alguém tinha erguido uma bandeira do Estado Islâmico (EI) durante a Parada Gay de Londres. Isso seria assustador, só que, bem, não era isso. Veja, essa é a bandeira do EI: E essa é bandeira que foi levada para a Parada: sex toy stories dildosis Notou alguma coisa diferente?

Essa bandeira foi um projeto artístico do artista britânico Paul Coombs, intitulado #Dildosis. Coombs disse que sua intenção foi “demonstrar o mesmo respeito que o EI e sua ideologia demonstra pelas pessoas e pela religião que eles alegam representar.” Ele continuou, “A vitimização de um indivíduo por causa de sua sexualidade, se referindo a uma pessoa como nada mais do que um objeto sexual, é destacada nesse trabalho pelo uso da temática dos consolos.”

 

Foto por DanBrandenburg via iStock

Traduzido por Rafael Lessa.