Champions LiGay no Rio de Janeiro tem apoio do Hornet

A cidade maravilhosa será sede da Champions LiGay, primeiro campeonato brasileiro de futebol gay que vai acontecer no próximo dia 25.

A competição vai rolar no complexo Esportivo Rio Sport Center na Barra da Tijuca e reunirá oito times de todo país em luta contra a homofobia e claro, pela disputa taça. Os times que participarão do campeonato são: Beescats Soccer Boys (RJ), Bharbixas (BH), F. C. G. Bravus (DF), Alligaytors FC (RJ), Futebol Magia (RS), Sereyos Magia Desportos (SC), Futeboys São Paulo FC e Unicorns F.C (ambos de SP).

A bola vai rolar das das 13h às 19h terminando com time campeão levantando a taça, seguido de uma festa ao som do grupo “Candybloco” que vai tocar os maiores sucessos das divas pop em ritmos brasileiros a partir das 20h.

 

LEIA TAMBÉM | Time de futebol gay sofre ataque homofóbico na web

Além da realização do primeiro campeonato brasileiro gay, o evento contará com uma praça de alimentação, presença de FoodBike e bar além de pista de dança com performances musicais de rag-queens, uma mini-feira hype, diversos sorteios de brindes e uma quadra extra (grama sintética) liberada para quem for ao evento e quiser jogar futebol. Durante a festa vão estar disponíveis cadeiras de massagens para dar uma relaxada entre um jogo e outro e a Barbearia Granado estará disponível para atender àqueles que desejarem fazer a barba gratuitamente.

DJ´s badalados na cena carioca como Leo Gattuso, Gustavo Bresciani, Luis Totti, Gael Augusto e Pedro Gariani prometem arrasar nos pick ups durante todo o evento que é gratuito, apenas o ingresso para a festa de encerramento será vendido ao preço de R$30,00 e deve ser adquirido pelo site.

LEIA TAMBÉM | Taça Hornet de futebol da diversidade reuniu mais de 500 pessoas

“O evento foi criado como ferramenta de militância para provar que gay pode sim jogar futebol normalmente. Contudo, a gente só alcança este objetivo depois que conseguir uma visibilidade. Eu espero que daqui a 10 anos não precise mais ter movimento como esse, que a próxima geração lide com o tema homofobia no futebol como algo do passado e que a sexualidade das pessoas não importe”, afirma André Machado, fundador do Bees Cats e organizador da Champions LiGay.

São esperadas em torno de 600 pessoas no dia do evento e o Hornet é um dos apoiadores principais marcando presença em diversas ações culturais LGBT.