Marco Feliciano ataca Pabllo Vittar

Marco Feliciano ataca Pabllo Vittar e afirma existir bancada LGBT no Congresso

Ele está fora da mídia, perdendo credibilidade até entre os evangélicos e parece que atacar celebridades é um caminho para aparecer. Marco Feliciano publicou na última sexta (23) em sua página do Facebook um vídeo em que começa dizendo que “sobre o distanciamento dos bons costumes, da moral, da família e da honestidade, grupos de comunicação aproveitam essas mazelas para elegeram em 2018 nomes para os representar no Congresso”.

Em seu vídeo desesperado, o deputado federal do PSC desenterra assuntos como a “cartilha de ensinamento gay” e “ideologia de gênero” na tentativa de alertar “irmãos” para uma futura bancada LGBT que pode estar em formação com políticos que representam essa bancada em cada Estado brasileiro.

Nem a jogadora trans de vôlei Tiffany escapou do ódio do deputado dessa vez. Em sua lista de LGBTs que são maus influenciadores, ele cita o deputado Jean Willys que é o ÚNICO deputado LGBT no Congresso atualmente.

Marco Feliciano questiona: “Você acha certo ver um homem travestido de mulher com a cara estampada em latas de refrigerante ganhando prêmios na TV ou uma atleta transgênero tendo holofotes na mídia por ser melhor que as atletas mulheres o que os coloca acima de nós meros mortais nascidos com o sexo definido?”.

O deputado evangélico ainda diz que “denunciou” a cota para transexuais em universidades como já acontece em uma universidade do Ceará e finaliza que os LGBT usam táticas e estratégias para desmerecer a família que mercê respeito.

Assista ao vídeo:

O vídeo já alcança quase 1 milhão de views e coleciona centenas de comentários contrários ao posicionamento do deputado homofóbico, racista e machista. Pelo menos sabemos que Pabllo Vittar não está colada a nenhum partido político e que sim, ela merece ganhar prêmios e ser reconhecida pelo seu talento.

O que você acha sobre esse vídeo? Deixe sua opinião nos comentários.