Horóscopo Queer: Marte, Deus da guerra, está exaltado

De Calíope, a mais bela voz, Musa da eloquência, a que dá criatividade na Arte e Ciência; e de Apolo, Deus Boy Magia, Deus das artes, da harmonia, profecia e da cura, nasceu Orfeu. Gato, médico e poeta. Herdou a voz e a poesia épica da mãe e a beleza e a poesia Iírica do pai.

Certo dia, estava Hermes caminhando pela rua quando viu um casco vazio de tartatuga e percebeu o potencial do objeto. Cuenda! – disse Hermes. Do casco da tartaruga, o Deus com asas nos pés inventou a Lira, uma espécie de harpa, dada a Apolo e herdada por Orfeu.

Diz a lenda que Orfeu tocando a Lira era close certo, babado, o melhor músico e poeta de todos os tempos. As aves paravam de voar, as sereias se calavam, os homens choravam e as árvores se curvavam pra ouvir o moço.

De tanta beleza criada pelas mãos do artista, a Lira vira constelação em homenagem a Orfeu, que não teve um final muito feliz. Sua estrela mais brilhante se chama Vega, que vem do árabe e significa “A águia que cai”.

Começamos a semana com Marte, Deus da Guerra, exaltado, em conjunção com Vega, Alpha Lyrae, a 15º de Capricórnio.

Horóscopo Queer: Marte, Deus da guerra, está exaltado
Jean Cocteau (cineasta, gay, artista visual) e seu desenho de Orfeu.

Vega, de natureza de Mercúrio e Vênus, é uma estrela benéfica que dá inspiração, voz, e poesia pros artistas. Seu encontro com Marte enfurecido se deu no dia do bombardeio dos Estados Unidos na Síria, e isso abre portas pra muitas reflexões: se Vega é a mais brilhante estrela da Lira de Orfeu e também é a Águia caindo, que farão os Artistas quando a águia estiver no chão?

Momento certo pra todos que trabalham com arte, escrita, teatro, cinema, música, poesia e dança se unirem politicamente contra o poder que nos corta as asas. Marte é o Deus da Guerra, mas também é o Deus ativista, o que protege o injustiçado, o mais fraco, o vulnerável.

Estamos vivendo uma crise na Democracia e pouco tenho visto artistas se colocando firmemente na luta pela igualdade, num projeto de intervenção cultural que democratize de fato as oportunidades. Existe uma frase do Dante que diz: “Os lugares mais sombrios do inferno são reservados `aqueles que se mantiveram neutros em tempos de crise moral.” Cobrem dos seus artistas um posicionamento claro. É hora de Orfeu cantar mais forte.

Mande sua pergunta pelo Instagram que eu respondo com um vídeo, caso eu fique lindo nele, claro.