Trump ‘brincou’ que Mike Pence quer enforcar todos os gays

This post is also available in: English Français

De acordo com um novo relatório publicado pelo The New Yorker nesta manhã de segunda-feira, Donald Trump brincou durante uma reunião com um estudioso jurídico dizendo que Mike Pence queria enforcar todos os gays.

No relatório detalhando o papel de Pence na administração atual e seu relacionamento com o presidente Trump, o The New Yorker cita uma reunião recente em que Trump descartou as opiniões de Pence sobre a comunidade LGBT por causa de seus conhecidos valores homofóbicos.

O The New Yorker disse:

Mas, de acordo com um associado de longa data, Trump também gosta de “deixar Pence saber quem é o chefe”. Um membro da equipe da campanha de Trump o lembra de zombar da religiosidade de Pence. Ele disse que, quando as pessoas se encontraram com Trump depois de parar pelo escritório de Pence, Trump lhes perguntaria: “Mike fez você orar?”

Duas fontes também lembraram a intenção de Trump sobre suas opiniões sobre o aborto e a homossexualidade. Durante uma reunião com um estudioso jurídico, Trump depreciou a determinação de Pence para derrubar Roe v. Wade. O estudioso jurídico disse que, se o Supremo Tribunal o fizesse, muitos Estados provavelmente legalizariam o aborto por conta própria.

“Você vê?” Trump perguntou a Pence. “Você desperdiçou todo esse tempo e energia nisso, e não vai acabar com o aborto de qualquer maneira”. Quando a conversa se voltou para os direitos dos homossexuais, Trump fez um gesto para Pence e brincou: “Não pergunte a esse cara – ele quer enforcar todo mundo!”

 

Como é que é?!

O histórico anti-gay de Mike Pence só reforça que Trump está certo

Em 2006, Pence apoiou uma emenda constitucional que teria definido o casamento entre um homem e uma mulher. Citando um pesquisador de Harvard, Pence disse em seu discurso, “o colapso social sempre foi provocado após o advento da deterioração do casamento e da família”. De acordo com Mike Pence, gay é uma escolha, e ele disse que evitar que os homossexuais se casem não é discriminação, mas uma aplicação da “ideia de Deus”.

O ódio gay Mike Pence é tão forte que quase destruiu a economia de seu Estado. Como governador de Indiana em 2015, Pence assinou Lei de Restauração da Liberdade Religiosa, um projeto de lei que teria dado às pessoas o direito de discriminar os LGBT por motivos religiosos.

O resto da nação ficou enojada. A Apple, a NCAA e outros grandes líderes empresariais e políticos denunciaram a emenda. Logo as pessoas começaram a boicotar o Estado. Para manter o dinheiro em Idiana, Pence teve que alterar o projeto tornando-o um pouco menos homofóbico.

Diversas vezes, Pence votou a favor da proibição de casamento do mesmo sexo permitindo a discriminação contra gays. Pence também lutou para encerrar programas que ajudam a prevenir a epidemia de HIV e AIDS além de usar dinheiro do governo para “mudar o comportamento sexual” dos LGBT, bancando um programa que praticamente pagava para homens gays se submeterem à terapia de cura.

(Visited 31 times, 1 visits today)