O Youtuber Gay Calum McSwiggan Se Declarou Culpado Pelo Crime de Vandalismo Após Suposta Falsa Comunicação de Ataque Homofóbico

O Youtuber Gay Calum McSwiggan Se Declarou Culpado Pelo Crime de Vandalismo Após Suposta Falsa Comunicação de Ataque Homofóbico

Be first to like this.

This post is also available in: English

Hoje, o youtuber gay britânico Calum McSwiggan se declarou culpado pelo crime de vandalismo e foi sentenciado a três anos de liberdade condicional, 52 sessões de controle de raiva, e U$ 7.000 de indenização por danos materiais por ter vandalizado um carro após ter supostamente sofrido com um ataque homofóbico em 29 de junho de 2016 em West Hollywood.

A promotoria de justiça do condado de Los Angeles tinha originalmente acusado Calum McSwiggan de comunicar crime falso depois de descobrir que alguns de seus “machucados” na verdade foram autoinfligidos com o receptor de um telefone público enquanto esteve preso. McSwiggan alega que ele se machucou para receber cuidados hospitalares. A promotoria retirou as acusações de comunicação falsa de crime para dar prosseguimento às acusações de crime de vandalismo.

McSwiggan alega que danificou o carro de um de seus agressores como um ato de vingança; a polícia argumenta que McSwiggan não tinha machucados visíveis causados pelo suposto ataque homofóbico e que ele não processou nenhum de seus supostos agressores.

Related Stories

Juiz consegue suavizar pena para mulheres transexuais que espancaram transfóbico
Motéis japoneses são acusados de recusar ilegalmente casais gays
Tiffany Pollard se defende de transfobia sendo mais transfóbica ainda
YouTuber marca encontro pelo app e leva soco, assista o relato
Quantcast