Onde Estão Os Atores Negros No Pornô Gay Convencional?

This post is also available in: English

A primeira vez que eu vi um pornô gay foi um verdadeiro despertar. Foi em 1991, em uma cidade pequena no Tennessee; Eu tinha 17 anos e não sabia literalmente nada sobre sexo gay. Até que um dia na locadora, eu me deparei com um vídeo que parecia interessante chamado Cousins (Primos). A capa do vídeo tinha dois caras gostosos sem camisa e julgando pelo olhar compreensivo do atendente, eu sabia que tinha feito uma boa escolha. Quando eu finalmente cheguei em casa para assistir, a minha vida mudou para sempre: eu finalmente vi como era o sexo gay, e acredite, foi surpreendente.

Mas enquanto eu me submergia no pornô gay na época da faculdade, eu não vi nenhum ator pornô gay negro antes dos meus 22 anos. A ausência de homens negros me fez questionar se os homens que não eram negros achavam a gente sexy ou desejável, ou se homens negros se quer estavam presentes na comunidade gay.

Felizmente, eu superei essas impressões, mas conforme o pornô gay convencional se aventurou na era digital, pouco mudou, eu me pego perguntando… onde estão os atores negros no pornô gay convencional?

black, African American, porn, performer, Randy Blue, bathing suits, speedo, kneeling, muscles, sunglasses, sexy, hot, couple
Um casal birracial curtindo um sol antes de se divertirem no Randy Blue.

Eu dei uma olhada em cinco sites de pornô gay convencional: Men.com, Sean Cody, BelAmi Online, Randy Blue and Helix Studios. Todos eles são sites com assinaturas pagas com os maiores índices de acesso e todos eles se saem muito bem apesar da proliferação de sites pornô “tube” gratuitos. Mas ao analisar os modelos negros de cada um deles, eu percebi umas coisas.

A maioria dos sites tem modelos e atores negros, mas aqui está o problema: a maioria desses modelos não participam de cenas com outros modelos. Na verdade, a maioria dos modelos negros só tem fotos de divulgação ou vídeos solo — eles são intensamente separados dos outros.

O Randy Blue, por exemplo, tem um total de 57 homens negros no seu catálogo de 670 caras. Mas desses 57, somente 19 participaram de cenas com outros atores. A maioria dos atores negros deles somente participam de fotos de divulgação e um número menor deles tiveram os seus próprios vídeos solo.

Em 14 anos, Sean Cody teve cerca de 27 homens negros em seu catálogo de 252 caras. E assim como no Randy Blue, a maioria deles fizeram vídeos solo. De 2005 até 2008, não havia nenhum modelo negro no site deles — três anos, e absolutamente nenhum homem negro. No total, Sean Cody só teve quatro negros que contracenaram com outros. A última vez que o Sean Cody filmou um ator negro com outro ator foi em 2012. Enquanto isso, o Helix Studios só teve 4 atores negros em cenas de sexo (de um total de 482 atores) e o BelAmiOnline nunca teve nenhum ator negro (entre os pelo menos 162 atores) — é revelador e também muito triste de se ver.

Também é interessante como muitos desses atores negros são apresentados nesses sites em particular. Muito poucos deles são atores repetidos e menos de 10 desses modelos de todos os sites participaram de várias cenas. Então isso reforça intensamente a ideia de que os atores negros no pornô gay convencional só servem para solos e nada mais.

Mas por que isso? Por que há tantos atores negros sendo ignorados por esses sites em particular? A vibe é toda errada? Eles não se dão bem com outros? Eu tenho que me perguntar o que realmente está acontecendo porque não faz muito sentido.

black, African American, porn, performers, stars, Sean Cody, kissing, top, bottom, sex, fucking
Um ator negro comendo um branco no Sean Cody.

Nós podemos considerar algumas possíveis razões: Talvez essas cenas não tenham espectadores suficientes. Geralmente, se um ator não é gostoso o suficiente ou se a cena é chata, os espectadores partem para outra; então talvez os estúdios estão simplesmente permanecendo brancos porque branco vende.

Também é possível que homens negros não procurem a indústria pornô gay como primeira opção. Vendo que há tão poucos atores negros de sucesso no pornô gay, talvez eles procurem por outras possibilidades para entreter. Talvez os atores gays vejam a cena erótica gay dominada pelos tipos “Zak-Hayden-Cody-Asher” e não visualizem onde se encaixam.

Não posso deixar de me perguntar se os produtores pornô se dão conta do quanto a pornografia gay parece ser racista. Os produtores podem alegar que estão dando apenas o que o público quer. Mas o que eles estão realmente fazendo é continuar uma tendência cultural antiga ao dizer que não há problemas em limitar o número e versatilidade de homens negros na imaginação gay convencional. Quando as nossas fantasias sexuais gravadas em vídeos excluem homens negros no geral, não há visão de longo alcance e reprime a imaginação, implicitamente encorajando os espectadores a não verem homens negros como sexy.

black, African American, porn, performer, Thugboy, kissing, shirtless
A maioria dos sites que tem atores negros regularmente só tem negros em vez de contar com uma variedade de raças.

Alguns diriam que o crescimento de sites gays negros populares como Thugboy, CocoDorm e Black Boy Addictionz fornecem bastante oportunidades de ver homens negros em ação, mas eu discordo. Apesar de ser ótimo ter uma grande quantidade de sites pornôs de negros gays para explorar, nós também deveríamos poder ver uma quantidade generosa de atores negros em sites predominantemente brancos.

Deveria haver atores negros exclusivos no Sean Cody ou no Cocky Boys. Deveria haver uma mistura de passivos negros assim como ativos para desafiar o estereótipo geral do negro garanhão dominador e bem dotado. Então frequentemente, os homens negros são vistos através dessas lentes pornográficas que limita a nossa versatilidade sexual, criando inadvertidamente a ideia de que nós somos somente “Ativos Dominadores Favelados” com o “Pau Negro Mega Enorme.”

Talvez, apenas talvez os homens negros estão sendo excluídos de sites pornôs convencionais por causa do velho preconceito racial. Quer dizer, alguns homens brancos não querem namorar com homens negros então por que eles iriam querer vê-los em um pornô, certo?

O cineasta Cameron Johnson aborda essa questão no seu curta documentário, “You’re Cute For A Black Guy (Você É Bonito Para Um Cara Negro)” (vídeo abaixo). Não sei nem dizer quantas vezes eu fui visto como um ativo pauzudo antes de eu abrir a boca. E eu não estou sozinho — muitos homens negros são vistos dessa forma. Assim que nos distanciamos do estereotipo, nós mudamos as regras e afastamos muitos homens não negros.

Eu lembro de quando um cara branco me disse que a gente não podia namorar porque eu sou versátil. Quando eu quis saber mais detalhes dos seus motivos, ele disse que ele somente gostava de homens negros como ativos — ele via homens negros sendo versáteis ou passivos como um desperdício! Sim, para esse cara, um passivo negro é um desperdício, como se nós só tivéssemos nascido para comer os brancos passivos gulosos do mundo.

Além de fantasias sexuais, a escassez de homens negros também envia para a nossa comunidade mensagens prejudiciais sobre padrões de beleza raciais. O pornô gay junta alguns dos caras mais gostosos, mais atléticos na tela; e esses caras gostosos são geralmente brancos. Com homens negros frequentemente não participando da ação, parece que não somos gostosos o suficiente para participar do grupo. É como se os produtores tivessem dizendo, “Se nós quisermos fazer um pornô gay extremamente gostoso, mantenha os negros longe! Ou isso, ou os manter em um papel seguro, estereotipado, específico que satisfaça as fantasias brancas.”

Um dia, eu espero que as empresas do pornô gay convencional abracem a diversidade e desafiem os espectadores ao colocarem atores negros como permanentes com falas e, ouso dizer, com versatilidade sexual. Os atores deveriam representar diferentes tons de pele e ter outros papeis além do estereotipado ativo-macho-brutamontes.

Eu acredito de verdade que incluir atores negros como atores permanentes poderia ser um catalisador para uma mudança. As pessoas iriam parar de pensar na gente como seres sexuais mitológicos e apenas ver a gente como caras gostosos normais.

Comments are closed.