Quantcast
Os 10 Atletas Profissionais Mais Gostosos Que Também São Aliados LGBT Esportes

Os 10 Atletas Profissionais Mais Gostosos Que Também São Aliados LGBT

Written by Terri Washington on March 27, 2017
Be first to like this.

This post is also available in: English

Atletas profissionais não nem o melhor histórico com relação a respeitar a comunidade LGBT. Atletas foram conhecidos por terem usado termos homofóbicos e até mesmo declarar que casamento entre o mesmo sexo não deveria ser legalizado (desculpa, cara!). Apesar dos opressores ocasionais, encontramos 10 atletas profissionais, gostosos, heteros, que são aliados da comunidade LGBT.
– – – – –

Kenneth Faried – NBA – Denver Nuggets

Faried foi criado por duas mães gays, e mostrou suporte à comunidade LGBT inúmeras vezes. É foi o primeiro e único jogador do NBA a se unir ao Athlete Ally, uma organização focada em acabar com a homofobia e transfobia nos esportes. Quando Faried se uniu ao Athlete Ally, ele fez o seguinte comentário:
“Eu os respeito, honro e apoio em todos os sentidos. A ligação que eu tenho com eles me fez perceber que eu quero que todos os membros da comunidade LGBT — sejam eles pais, jogadores, treinadores ou fãs — se sintam bem-vindos no NBA e em todas as nossas comunidades.”

O amor conquista tudo! #CasamentoEntreMesmoSexo finalmente legalizado em todos os 50 estados! Estou tão feliz pela #ComunidadeLGBT! Obrigado #SCOTUS #OAmorEstaNoAr

— Kenneth Faried(@KennethFaried35) 26 de junho de 2015

Kenneth Faried, ESPN Body Issue
Imagem via Carlos Serrao

 


Brendon Ayanbadejo – NFL – Baltimore Ravens (Agente Livre)

Brendon Ayanbadejo é um embaixador da Athlete Ally. Desde 2009, ele suporta publicamente o casamento entre o mesmo sexo. Em 2013, ele e o punter do Minnesota Vikings, Chris Kluwe, solicitou uma Amicus Curiae à Suprema Corte dos EUA em suporte ao casamento entre o mesmo sexo.  

– – – – –

Justin Verlander – MLB – Detroit Tigers

O apoio de Verlander pela comunidade LGBT tem sido quieto, mas em uma entrevista de 2013 para a CNN sua resposta a uma pergunta sobre ter um colega de time gay falou por si:
“Não acho que um de nossos jogadores teria medo de se assumir. Temos 25 caras, é uma família, e nosso objetivo é vencer a Série Mundial. Qual é a sua orientação sexual, eu não vejo como isso afetaria o objetivo final de nossa família.”

Had fun walking around ocean drive this afternoon. #miamibitch

A post shared by Justin Verlander (@justinverlander) on


Sean Avery – NHL – New York Rangers (Aposentado)

Sean Avery tem várias discrepâncias de arrepiar em sua história pelo NHL, mas seu suporte à comunidade LGBT é extraordinário. Avery se tornou um membro do comitê da Athlete Ally em 2012. Em maio de 2011, Avery gravou um vídeo para o New Yorkers para a campanha de Casamento Igualitário. Em uma entrevista com o New York Times, Avery disse, “Eu certamente estive cercado pela comunidade gay. E vivendo em Nova York e quando você vive em Los Angeles, você certamente tem muitos amigos gays”.

 

– – – – –

Henrik Lundqvist – NHL – New York Rangers

Em 2013, Lundqvist mostrou seu suporte pela parceria do NHL com o Projeto Você Pode Jogar, uma organização de proteção que luta contra a homofobia nos esportes. Lundqvist disse ao New York Daily News que ele apoiaria um colega de time gay e:
“Eu acho que é importante que todos saibam que nós respeitamos todo mundo. Todos merecem jogar esse jogo, não importa quem você é. Não é uma discussão para mim. Deveria estar lá. Acho que deveríamos abraçar isso e apoiar.”

Last night I attended the Royal Gala Award dinner hosted by SACC. A lot of powerful Swedes in the house, Fun night!

A post shared by Henrik Lundqvist (@hank30nyr) on

 – – – – –

Michael Irvin – NFL – Dallas Cowboys (Aposentado)

Em julho de 2011, Michael Irvin apareceu sem camisa na capa da Revista Out. Na revista, Irvin discutiu, pela primeira vez, como seu suporte à comunidade LGBT brotou de seu irmão gay Vaughn, que morreu de câncer de estômago. Irvin descobriu sobre a orientação sexual de seu irmão nos anos 70, e seu pai o ajudou a aprender uma forma tolerante de Cristianismo. Irvin acredita que mais afro-americanos deveriam se unir ao casamento igualitário, visto que eles têm um histórico de serem discriminados também.
Michael Irvin, Out Magazine
– – – – –

Sergio Martinez  – Boxeador

Em 2011, Sergio Martinez gravou um vídeo da série ‘It Gets Better’ para o Projeto Trevor. Martinez é ativo em campanhas e causas apoiando a ajuda a crianças que sofrem bullying e o fim da violência contra as mulheres também.
sergio-martinez, lgbt ally, athlete, boxer, naked, espn, body issue
 – – – – –

Rick Fox – NBA – Los Angeles Lakers (Aposentado)

Rick Fox é a verdadeira definição de uma raposa prateada, e, acima de sua ótima aparência, ele é um defensor das pessoas LGBT. Fox admite que ele não conhecia muito sobre a comunidade gay até depois de sua aposentadoria, e trabalhar em Hollywood ajudou a abrir sua mente:
“Eu só sei que conforme eu evoluí como um ator estando em Hollywood e trabalhando com homens e mulheres gays, o entendimento da comunidade em si, me ajudou a entender o quão difícil tem sido para homens e mulheres gays de viverem e o quão cobertos eles viveram por tantos anos. Então eu olho para eles e penso que houveram, tem que ter havido homens e mulheres gays que não se sentiram seguros para se expressarem (nos esportes profissionais).”

– – – – –

Michael Strahan – NFL – New York Giants (Aposentado)

Durante seu divórcio em 2006, a ex-esposa de Strahan o acusou de muitas coisas, inclusive negligenciar seus filhos e ser gay. Ao invés de negar os rumores, Strahan disse ao New York Daily News que embora ele não fosse gay, ele mora em Nova York e tem vários amigos gays: “Se você não consegue aceitar as pessoas sendo pessoas, então não te interessa estar aqui”.
Não relacionado: eu mencionei que a participação dele em Magic Mike XXL  me despertou sexualmente?
michael strahan, athletes
– – – – –

Cristiano Ronaldo – MLS – Real Madrid

Em 2009, Cristiano Ronaldo falou sobre o casamento entre o mesmo sexo em seu país de origem, Portugal, durante entrevistas para a Copa do Mundo. Ronaldo disse aos repórteres, “Devemos respeitar as escolher feitas por qualquer um, porque apesar de tudo, todos os cidadãos deveriam ter exatamente os mesmos direitos e responsabilidades”.

 

Siesta

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano) on

(imagem em destaque via Real Madrid)

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in