Um Guia Ilustrado Para Combater a Islamofobia

This post is also available in: English

Infelizmente, uma das coisas que a eleição de Donald Trump fez foi enobrecer preconceituosos. Estamos vendo muitos relatos de ataques contra pessoas que não são brancas e pessoas LGBTQ.

Se você é branco, ou é visto como branco, você pode se perguntar como pode ajudar quando presenciar algum assédio. Felizmente, a usuária do Tumblr Maeril criou essa tirinha que é um guia sugerindo como ajudar:

http://maeril.tumblr.com/post/149669302551/hi-everyone-this-is-an-illustrated-guide-i-made

“Oi pessoal!

Esse é um guia ilustrado que eu fiz como parte do meu trabalho de coadministração do The Middle Eastern Feminist no Facebook! Vai ser publicado lá em breve. 
A técnica que está sendo demonstrada aqui é usada na psicologia – eu esqueci o nome e não consegui encontrá-la de novo então se você souber, sinta-se a vontade para me dizer!
Alguns podem falar: “Sim, mas você pode usar essa técnica para outros casos de assédio além dos ataques islamofóbicos!”, e a minha resposta é: Com certeza! Por favor use a técnica, também funciona para outros “tipos” de assédio a pessoas solitárias no espaço público!!
No entanto, eu estou focando em proteger os muçulmanos, porque eles tem sido um alvo bem específico ultimamente, e como uma mulher francesa com descendência do Oriente Médio, eu quis tentar fazer alguma coisa para chamar a atenção em como podemos ajudar quando essas coisas acontecem diante de nossos olhos – dessa forma ninguém pode dizer que “não sabia o que fazer”! 
Eu gostaria de insistir em duas coisas:
1) Não interaja, de qualquer maneira, com o agressor. Você deve ignorá-lo completamente e focar inteiramente na pessoa sendo atacada!
2) Por favor, nunca se esqueça de sempre respeitar os desejos da pessoa que você está ajudando: seja para que você vá embora rapidamente em seguida, ou não! Se você estiver com pressa leve-a para algum lugar onde alguém possa prosseguir de onde você parou – ligue para um dos amigos dela, ou um dos seus, ou se ela quiser, para a polícia. Tudo depende de como ela se sentir!

Para meus amigos que falam francês: eu vou traduzir para o francês e colocar na minha página assim que eu puder 🙂

Por favor, não hesitem em compartilhar esse guia pois pode ajudar muita gente a superar o efeito espectador!!

Muito amor e mantenham-se seguros!

Obs: se você repostar esse meu cartoon no twitter ou instagram, por favor me adicione no post para que eu possa vê-lo, com @itsmaeril :)”

Apesar desse post tratar especificamente sobre combater a islamofobia, o conselho serve para qualquer forma de preconceito e ódio que esteja sendo vomitado.

Lembre-se, estamos juntos nessa.