Deputado anti-LGBT renuncia após flagra de sexo gay nos EUA

Um dos mais eloquentes deputados estaduais opositores da causa LGBT renunciou ao cargo após ser flagrado tendo sexo com outro homem em seu gabinete. O diário “Columbus Dispatch” publicou a notícia em que Wes Goodman, de 33 anos, foi surpreendido enquanto fazia sexo com o visitante. O representante político decidiu se demitir pela conduta inapropriada sem dar detalhes à imprensa depois de uma reunião com o líder republicano do Legislativo de Ohio, Cliff Rosenberger.

O porta-voz do político, Brad Miller, declarou em redes sociais que o parceiro do agora ex-deputado não era funcionário nem tinha cargo eletivo na casa. Ele ressalta que o encontro foi consensual, mas “inapropriado para um representante estadual“, declaração aceita e confirmada por Goodman em nota enviada à Associated Press.

No seu Twitter, Goodman se descreve como “cristão, americano, conservador, republicano” e sempre fazia referências à sua esposa. Uma de suas principais plataformas políticas, ele falava sobre o “casamento natural” e dizia que “Famílias saudáveis, vibrantes, orientadas a valores e que prosperam são a fonte da história orgulhosa de Ohio”, se referindo a casamento entre homem e mulher.

O agora ex-deputado pediu desculpas a quem tenha se desapontado com sua conduta e pediu privacidade para começar o “próximo capítulo da vida”.

“Todos trazemos nossas próprias lutas e provações à vida pública. Isso tem sido verdade para mim, e sinceramente me arrependo que minhas ações e minhas escolhas tenham me impedido de servir meus eleitores e nosso Estado de maneira que reflita os melhores ideais do serviço público. Para aqueles a quem desapontei, sinto muito”, destacou;

Goodman e sua esposa Beth
(Visited 178 times, 1 visits today)