(Vídeo) Professor sofre ataque homofóbico por defender mulher de racismo

(Vídeo) Professor sofre ataque homofóbico por defender mulher de racismo

Be first to like this.

O professor de dança Jayme Marques, de 31 anos, é vítima de ataque homofóbico vindo de um cliente de uma lanchonete da rede Subway, em Goiânia. A pessoa que gravou os insultos ao professor contou ao G1 que a discussão começou após o professor sair em defesa de uma atendente da lanchonete que, segundo ele, estava sendo vítima de ofensas racistas advindas da mesma pessoa.

Jayme afirmou em entrevista que lanchava no local e que, quando tal cliente chegou, começou a falar de forma “ríspida” com a atendente, que é negra. “Ele falou alguma coisa assim: ‘Você precisa de fazer seu serviço direito, talvez nascendo de novo, mais parecida com um meio-fio [geralmente é pintado de branco] você consiga“, afirmou.

Indignado com o ataque racista do homem, o professor então o alertou que ele não precisava ofender a funcionária e que se não quisesse comer bastava ir embora. Foi quando a discussão começou e o primeiro ataque homofóbico veio, assista ao vídeo.

Related Stories

Jussie Smollett, ator de Empire, sofre ataque homofóbico e racista: “Vai morrer, viado negro”
Primeiro artista homofóbico do ano desabafa no Instagram
Homem mata vizinho após convite para sexo e vai preso em Pernambuco
Estudantes são presos em Goiânia suspeitos de agredir jovem por ser gay
Quantcast