Conheça bioglitter e faça um carnaval sem destruir a natureza

Conheça bioglitter e faça um carnaval sem destruir a natureza

Be first to like this.

Já falamaos aqui sobre os males desse resíduo plástico na natureza, especialmente nos rios e oceanos. Relembrando: o resíduo microplástico leva séculos para se dissipar e acaba dentro do intestino de animais marinhos e do nosso, por tabela, causando intoxicação e outros danos, tendo sido até proibido em diversos países.

Sabemos que todo ano a festa se repete praticamente igual e a popularização do glitter só aumenta. Mas acreditem, têm surgido iniciativas que propõem uma forma mais consciente de encarar a folia de forma brilhante. Pensando em oferecer alternativas que gerem menos impacto ambiental na brincadeira, a empresa Pura BioGlitter, marca carioca de glitter biodegradável criada por Frances Sansão, está comercializando uma opção que não agride a natureza.

“Eu usava purpurina para caramba, saía de casa besuntada, ainda que não fosse Carnaval. Fiquei chocada ao saber o mal que fazia ao meio ambiente. Não tinha ideia desse impacto, até que pensei: purpurina também é plástico, deve ser nocivo. Alguém precisa fazer alguma coisa”.

Frances começou a pesquisar as alternativas disponíveis e encontrou opções disponíveis apenas fora do país e, por isso, resolveu desenvolver um produto próprio. O interesse pelo mundo do glitter orgânico coincidiu com uma fase de descontentamento com a carreira de arquiteta. O projeto levou quatro meses para ser desenvolvido e ela já largou seu emprego de arquiteta para se dedicar somente à nova empresa.

Related Stories

Carnaval sem brilho? Cientistas querem banir o glitter da face da terra.
Como tirar o glitter do corpo, barba e cabelo (e onde mais ele estiver)
Belo abdômen, mas cadê seu rosto? 4 dicas para deixar seu perfil mais legal
Como é morar com o ex? É possível e quais razões nos levam a isso?
Quantcast