Canibal gay que usava Grindr mutilou e comeu testículos de usuário é acusado de novo ataque

Canibal gay que usava Grindr mutilou e comeu testículos de usuário é acusado de novo ataque

Be first to like this.

Canibal gay do Grindr, como está sendo chamado um homem da cidade de Michigan (EUA), acusado de matar e comer o namorado, Kevin Bacon, está enfrentando um processo de uma segunda suposta vítima que sobreviveu a um incidente.

Mark Latunski já está enfrentando uma acusação de homicídio pelo assassinato do cabeleireiro Kevin Bacon, 25, depois de atraí-lo a um encontro marcado no app gay Grindr na véspera de Natal do ano passado. Latunski, que não foi condenado em último julgamento em março deste ano por motivos de saúde mental, teria matado Bacon, pendurado pelos tornozelos e comido partes de seu corpo, incluindo os testículos. Ele agora enfrenta um processo de uma segunda suposta vítima.

Cabeleireiro Kevin Bacon, esquerda, e seu suposto assassino, Mark Latunski (Prisão de Shiawassee County)

Segundo o Pink News, o assassino manteve James Carlsen em cativeiro em sua casa em Bennington Township em outubro do ano passado (2019) dois meses antes do assassinato de Bacon.

No processo, Carlsen afirma que ele foi amarrado a uma mesa durante uma sessão consensual de BDSM, com Latunski usando cadeados, correntes e tiras de couro. Ele teria sido mantido no porão enquanto Latunski dizia: “Você não vai a lugar nenhum.”

A vítima finalmente conseguiu se libertar cortando as correias com uma faca, fugindo da casa e ligando para o 911. Carlsen inicialmente não queria apresentar queixa, mas agora está pedindo US $ 75.000 por danos relacionados ao incidente. Latunski é acusado de negligência grave, agressão e cárcere no processo.

Quantcast