Quantcast
Combinar rola! Saiba tudo sobre as formas de prevenção combinada Escolhas do Editor

Combinar rola! Saiba tudo sobre as formas de prevenção combinada

Written by Marcio Rolim on June 19, 2019
Be first to like this.

Combinar rola, mas temos que perguntar, como você tem se cuidado?

Cada relação tem um sabor diferente. Às vezes a coisa é rápida, sem pensar muito nas consequências, às vezes vai acontecendo quase sem querer, e a gente sempre quer aproveitar ao máximo, sem medo, sem se privar do que é bom.

Infelizmente, sempre é preciso ter um certo cuidado para não se arrepender depois.

E por arrependimento, não é o caso de acordar numa cama desconhecida ou ter uma ressaca moral, porque nesse tipo de coisa o tempo dá jeito. Mas o tempo não dá jeito nas infecções pelo HIV, que ainda podem evoluir para AIDS e se transformarem num transtorno na vida.

Existem formas tão avançadas de se prevenir, que se fazer de cego, surdo e mudo para não adotar uma delas é assinar um atestado de inconsequente e ser inconsequente não faz muito bem à saúde.

Combinar rola

Mas fala a verdade…

A gente nunca sabe quando vai ter vontade, afinal pessoas se encontram o tempo todo! E como decidir quando é preciso estar preparado? O HIV não tem dia de folga ou simpatia por quem acredita na sorte.

Trata-se de um vírus que pode ser transmitido de uma pessoa para outra em uma única relação sexual ou depois de várias sem que tivesse ocorrido uma infecção. Não escolhe cor, sexo, etnia, idade, classe social e pode ficar incubado por anos sem deixar marcas, ou mesmo afetar a qualidade de vida da pessoa que vive com o vírus, a ponto de nem mesmo ela saber. Ou seja, cada um tem que começar a cuidar da própria proteção o quanto antes, da melhor forma possível.

Até porque quando a vontade vem, a gente meio que para de pensar e só quer sentir. Mas se não estiver preparado, pode partir para o sexo sem proteção e isso não é uma boa decisão. E, se estiver preparado, vai tomar a melhor decisão e poderá fazer o que quiser com segurança!

Vamos às preliminares

Já pensou na ideia de tomar um remédio e assim se prevenir da infecção pelo HIV? Existe uma forma de proteção que age para impedir que o vírus infecte as células, é a profilaxia pré-exposição ao HIV. Ela consiste na utilização de um medicamento antirretroviral por quem não vive e não quer viver com HIV, um comprimido por dia, que idealmente deve ser combinada com práticas sexuais seguras.

É necessário o acompanhamento médico, porque a profilaxia pré-exposição é indicada para quem ainda não entrou em contato com o HIV e é preciso ter certeza disso. Depois do início do tratamento, ela oferece mais de 90% de proteção após 7 dias para relações anais, mas a eficácia está relacionada à adesão ao tratamento. Tem que tomar todo dia sim, sem erro.

Se você está pensando que um medicamento tão promissor assim é difícil de encontrar, que só é uma opção disponível para quem está ou vai para o exterior, tá enganado, bobinho. Aqui no Brasil já existe mais de uma marca disponível no mercado e tudo à venda até pela internet, com privacidade e comodidade.

Para ter acesso, como foi falado, é preciso ir ao médico. Pode ser um urologista ou infectologista, por exemplo. Ele vai pedir uma série de exames e dar todas as orientações. Se a saúde estiver em dia e a profilaxia pré-exposição for indicada, ele passará a receita e indicará como administrar o medicamento. Os retornos periódicos são altamente recomendados, tudo alinhado com o médico! Como todo medicamento, a profilaxia pré-exposição pode causar efeitos colaterais e, por ser de uso contínuo, é preciso acompanhar como o organismo está recebendo as substâncias.

Quem não pode pagar uma consulta também pode fazer a profilaxia pré-exposição ao HIV. Ao passar pela consulta no Sistema Único de Saúde (SUS), o paciente pode perguntar sobre o tratamento para o médico e até solicitar o medicamento, no entanto ele está disponível para um público limitado.

Liberou geral?

Não é bem assim. A profilaxia pré-exposição é uma opção eficiente e segura na proteção de infecções pelo HIV, mas não impede que outras infecções se instalem e a gente sabe que gonorreia e sífilis, por exemplo, andam rolando por aí. Para essas infecções sexualmente transmissíveis, só o preservativo protege mesmo.

Então, se estiver fazendo a profilaxia pré-exposição e, de repente esquecer o preservativo ou alguma coisa assim, procure um médico e faça exames para cuidar bem da sua saúde. Afinal, nesses outros casos, basta seguir o tratamento. Informar-se sempre sobre a Prevenção Combinada do HIV é a melhor forma de cuidar da sua saúde. Porque combinar rola!

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in
Português
  • English
  • Français
  • Español
  • ไทย
  • 繁體中文