Quantcast
Daniela Mercury defende atriz trans censurada e beija esposa no palco (vídeo) Celebridades

Daniela Mercury defende atriz trans censurada e beija esposa no palco (vídeo)

Written by Marcio Rolim on July 23, 2018
Be first to like this.

Daniela Mercury, que era atração surpresa da 28ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns, fez um brilhante protesto durante seu show na noite deste sábado (21). Ela iniciou seu discurso indagando políticos religiosos que censuraram por diversas vezes a peça da atriz trans Renata Carvalho que interpreta Jesus na peça “Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”.

Com extrema indignação, Daniela criticou a censura, o preconceito e a transfobia, ao citar a polêmica envolvendo o cancelamento do espetáculo e no momento em que subiu ao palco, dedicou a apresentação à Renata Carvalho, com quem falou por telefone nos bastidores. Durante interpretação da faixa Nobre Vagabundo, apareceram no telão fotos da artista ao lado da esposa Malu Verçosa.

Assista ao discurso de Daniela Mercury:

Minha gente, vcs viram essa fala incrível de Daniela Mercury no show dela, no palco principal do FIG, ontem. VEJAM!No…

Posted by Chico Ludermir on Sunday, July 22, 2018

“Não me venha agora com ignorância de conceituar o que é arte e o que não é arte. Censurar uma peça de teatro por convicções religiosas é um absurdo e isso não pode ser permitido. Nossa Constituição não permite isso. A nossa Constituição não é a Bíblia”, iniciou Daniela.

“Me choca profundamente que os políticos desse país censurem uma peça de teatro. É de uma petulância absurda (…). A arte é pra incomodar, é pra fazer pensar, é pra refletir, é pra libertar a cabeça de merda. Não existe civilização que tenha sido construída sem as manifestações artísticas de seu povo. Não me venha agora querer conceituar o que é arte ou o que não é arte”.

Daniela contou que na ligação com Renata, ela afirmou que o espetáculo será encenado em Garanhuns, em um espaço privado, e que a peça será levada para Salvador. “Eu senti vergonha pelos políticos que fazem isso com as pessoas. Antes de qualquer é desumanidade, maldade, ruindade. Desculpem meu amor pelas pessoas, não aceito ninguém maltratando ninguém. Ela é Jesus Cristo, sim. Jesus Cristo, eu estou aqui, sou gay, sou lésbica. E daí?”. Em seguida, puxou o rock n roll com “Tempo perdido”, de Renato Russo.

 

Estamos com Daniela hoje e sempre. Transfobia não!

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in