horóscopo queer ano novo

Horóscopo Queer: Feliz ano novo, manas! Não, não está tarde!

Sim, eu sei bem que estamos em março e que o ano oficial já começou há algum tempo. Mas o que o Horóscopo Queer deseja pra você nessa semana é um Ano Novo Astrológico MARA e justiça social.

Vou explicar: na Astrologia o ano começa sempre quando o Sol entra no Ponto Vernal, ou grau zero do primeiro signo, Áries; isso começa nesta terça-feira, dia 20 de março, exatamente às 13 horas e 15 minutos. Horóscopo Queer viu o mapa do céu desse novo ano pintado de vermelho. Marte fortíssimo em várias frentes.

Já faz alguns dias que nosso Deus da Guerra entrou em exaltação em Capricórnio, isso faz com que Marte tome ares de senhor do tempo, dono da razão, observador frio e atento, mestre estrategista. O que era violência, ímpeto, força e vontade se torna engenhosidade, artimanha, armadilha e astúcia. O Deus Guerreiro tira a armadura e põe o terno e a gravata, abandona a lança e destrói o inimigo com a caneta.

De certa forma, esse Marte estrategista, Marte político, Marte juiz, se repetem no Mapa Astral desse ano. Vou citar alguns desses pontos e falar o que vai rolar nessa briga.

Bem no Meio do Céu, ou Casa X, temos uma conjunção de Mercúrio e Vênus em Áries; todos nossos desejos, ambições, emoções, perspectivas e pensamentos serão potencializados a níveis muito altos de insatisfação. Prevejo extremismos e abusos na busca de poder político durante o ano todo. Ao mesmo tempo, essa conjunção de Mercúrio/Vênus, fazem oposição ao Fundo do Céu numa proximidade muito suspeita com a estrela da má notícia, Algorab, na constelação do Corvo.

horóscopo queer ano novo

As notícias velhas no bico de um pássaro preto ou a repetição de velhos hábitos conformistas não serão tolerados. Por que manter as coisas como estão se está tudo ruim? Passar um paninho na lama impregnada ou esconder a sujeita debaixo do tapete não será tolerado. Mercúrio e Vênus em Áries são urgentes e exigem mudanças, nem se seja por meio da revolta.

Olha só o recado o recado que nosso astrólogo mandou pra galera do Hornet:

O planeta político, Júpiter, o grande chefe, Deus Juiz, está também andando pelo reino noturno de Marte, em Escorpião. Não vai ser incomum rever grandes nomes da política e do judiciário envolvidos numa grande cortina de fumaça, a especialidade de Escorpião é esconder fragilidades. A única fragilidade de Júpiter é a fragilidade moral. Reflita.

Que esse ano sirva pra gente lutar pra que erros históricos e abusos de poder político não se repitam. Bora pegar toda essa energia brutal de transformação de Marte e transformar em luta por igualdade e justiça. O lado opressor está unido no que existe de pior entre eles. Que nenhum de nós seja calado novamente.

 

Dedico este céu a Marielle e Anderson.

Presentes.

 

Horóscopo Queer é uma contribuição de Francisco Hurtz. Sigam ele no Instagram e mandem perguntas.