prep around the world prep brazil hiv prevention pill hiv epidemic
prep around the world prep brazil hiv prevention pill hiv epidemic

PrEP pode ser responsável por taxas reduzidas de clamídia, gonorreia e outras ISTs

This post is also available in: English Español

Embora a profilaxia pré-exposição, mais conhecida como PrEP, seja uma droga comprovadamente bem-sucedida na prevenção da transmissão do HIV – até 99%, na verdade – a sabedoria comum é que a PrEP não afeta as outras ISTs. Afinal, só é aprovado para tratar o HIV.

Alguns médicos têm até declinado a recomendação da PrEP a seus pacientes. Outros dizem que são mais receosos a prescrever devido aos receios de os seus pacientes agirem de forma mais irresponsável e obterem outras ISTs.

Mas um novo estudo sugere que a PrEP também seja responsável por uma queda de 40% na clamídia e na gonorreia. O estudo foi um esforço conjunto entre os Centros de Controle de Doenças e a Escola Rollins de Saúde Pública da Universidade de Emory. Quando o uso da PrEP é combinado com exames regulares de IST, as taxas de HIV e outras ISTs são reduzidas. Isto é possível mesmo com uma significativa
redução do suo de preservativo.

Embora o estudo mostre a importância de exames regulares, também mostra que a sabedoria comum de se fazer o teste a cada três meses não tem um grande impacto na redução de ISTs. O estudo sugere que fazer o teste a cada seis meses pode ser suficiente.

Dito isso, a triagem de ISTs nem sempre é consistente. Dr. Samuel Jenness, médico por trás do estudo, diz:

“No momento, há uma quantidade enorme de [diversidade] em termos de como o teste de IST está sendo realizado por esses médicos. Como a PrEP foi implementada em grupos de prática menores ou por clínicos individuais fora das grandes áreas metropolitanas, temos algumas sugestões de que as diretrizes não estão sendo cumpridas com relação aos testes de IST, na quantidade correta.”

Com base nessas descobertas, o CDC iniciou uma nova campanha destinada a provedores de serviços de saúde. A campanha reforça as diretrizes recomendadas – incluindo a importância da PrEP e testes regulares. Há também uma linha de apoio para médicos com perguntas sobre a PrEP (1-855-HIV-PREP).

Com essas informações adicionais, médicos e pacientes podem trabalhar juntos para reduzir as ISTs.

 

Imagem em destaque por Marc Bruxelle via iStock