Quantcast
Mãe e padrasto matam filho que dizia gostar de garotos Mundo

Mãe e padrasto matam filho que dizia gostar de garotos

Written by Marcio Rolim on June 29, 2018
Be first to like this.

O portal LGBTQ Nation publicou ontem (28) um caso que está assombrando a população LGBTI e o mundo. A polícia de Los Angeles, nos EUA, investiga um assassinato de um garoto de 10 anos que foi torturado e morto pelos próprios pais após dizer que gostava “de meninos”.

Na semana passada, os agentes da polícia local responderam a uma chamada do 911 na casa de Anthony Avalos, na qual a mãe, Heather Barron, afirmava que o garoto havia sofrido ferimentos por conta de uma queda. A vítima tinha lesões por todo o corpo, marcas de cigarro e outras marcas ainda não identificadas.

Anthony foi levado ao hospital, chegando ainda vivo, mas morrendo no dia seguinte. Tanto a mãe quanto o namorado dela, Kareem Leiva, já haviam anteriormente sido denunciados por abuso infantil 16 vezes desde 2013, segundo dados do site da polícia. Destas, 13 queixas foram em relação à vítima, mesmo eles tendo outros seis filhos.

Outra investigação, de 2013, mostrou que o menino Anthony havia sido abusado sexualmente por um de seus avôs. O diretor do Departamento de Serviços para Crianças e Famílias da cidade, Brandon Nichols, afirmou que Anthony “disse que gostava de garotos” semanas antes de morrer. Os investigadores analisam se um dos fatores que ocasionaram o crime foi homofobia.

Além disso, Nichols garantiu que ele e seus irmãos tinham alimentação e água negada, eram sexualmente abusados, espancados, pendurados em uma escada de cabeça para baixo, forçados a ficarem agachados por horas, trancados em um pequeno quarto sem banheiro, obrigados a lutar entre si e  coagidos a comer do lixo. Apesar disso, Barron e Leiva não foram presos.

“Essa é uma questão muito complexa. É muito mais do que um problema em preto e branco. Existem muitos tons de cinza”, disse ele Nichols. Depois de uma audiência em tribunal na terça-feira, a tia do garoto, Maria Barron, pareceu desapontada por Heather Barron e Leiva ainda não terem sido presos. “Estávamos esperando algum tipo de resultado”, disse ela. “Estávamos esperando que pelo menos fossem presos”.

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in
Português
  • English
  • Français
  • Español
  • ไทย
  • 繁體中文