mãe impedida doar órgãos
mãe impedida doar órgãos

Mãe é impedida de doar órgãos de filho por ele ser gay

O jovem neozelandês Corey Eteveneaux sofreu um acidente de carro em fevereiro deste e foi levado para o hospital em estado crítico, mas quatro dias depois do acidente veio a óbito. A família, na tentativa de amenizar o sofrimento, decidiu doar as válvulas cardíacas e as córneas de Eteveneaux, mas os órgãos não puderam ser aceitos para doação porque ele era gay.

“Fui informada que não podiam aceitar as válvulas cardíacas de Corey ou córneas por causa de seu estilo de vida. Eles não aceitaram porque meu filho era homossexual”, afirmou Cherie Etevenaux, mãe de Corey, recentemente a um portal de notícias, trazendo a história a público.

Cherie entrou em contato com a a instituição de doação de órgãos da Nova Zelândia para providenciar que as válvulas cardíacas de Corey e também as córneas fossem doadas para alguém que necessitasse. “Corey era um jovem apto e saudável. Isso simplesmente não faz sentido. Há pessoas que estão sofrendo por aí e poderíamos ter ajudado”, conta.

 

Corey, 24 anos, estava namorando Daniel Jacobs, de 29 anos, há quase dois anos. De acordo com Cherie, os dois foram testados para o HIV quando começaram a namorar e ambos eram negativos. “Eu sei que ele teria amado ter ajudado alguém”, acrescentou. A mãe do jovem falou ao site neozelandês RNZ sobre o ocorrido:

“Eles me disseram então que eles não os levariam porque ele era homossexual – mas eles ficariam com os órgãos maiores. Fiquei chocada com isso e com um pouco de raiva, porque não podia acreditar que a equipe do hospital nos fizesse passar por isso. Regras são regras, não estamos discutindo isso, mas parece estranho que eles removam os órgãos maiores, mas eles não doem sangue ou tecidos por causa do risco de infecção”.

A coordenadora de doações de órgãos da Nova Zelândia, Janice Langlands, disse que a organização tem que considerar uma série de fatores de risco, incluindo se as pessoas fumam ou não, ou se têm alguma tatuagem além de sabem quem são seus parceiros sexuais.