Motorista expulsa
Motorista expulsa

Motorista de aplicativo expulsa casal gay de carro aos gritos após eles se beijarem

O casal americano Ben Martella e Alec Jansen solicitou uma corrida no aplicativo de transporte Lyft e acabou sendo expulso do carro antes mesmo da corrida termina por darem um beijo. O caso de homofobia envolvendo o casal e o motorista responsável pela corrida que decidiu expulsar Ben e Alec que estavam no banco traseiro ocorreu no último dia 5 deste mês, mas só agora a empresa se pronunciou sobre o absurdo.

Ao perceber o beijo dos dois, o motorista teria gritado: “Vou acabar com seu passeio! Não aceito isso no meu carro”. O casal, então, precisou descer do carro e ainda foi obrigado a pagar a corrida para o motorista.

Em sua conta no Twitter, Ben martela desabafa: “Fui discriminado pelo motorista que me tocou do carro porque eu beijei outro homem. Ele nos expulsou e ainda tive que pagar a corrida! Desapontado e me sentindo injustiçado”, marcando o perfil do aplicativo na rede social.

Em resposta, a empresa Lyft lamentou o ocorrido e pediu pra que o jovem entrasse em contato com a central para apurar o caso. Segundo eles, o motorista já foi descadastrado do aplicativo e o dinheiro da corrida também foi reembolsado ao casal pela empresa que afirmou à imprensa ter uma postura rígida anti-discriminação de seus clientes.

Nem todos os aplicativos têm política inclusiva de seus funcionários e usuários, sabemos, e alguns negligenciam isso de forma que crimes como este ocorram em todo o mundo. Imaginem como é pagar por um serviço e ainda assim se sentir ameaçado. Por isso, o Hornet orienta a seus usuários a nunca desistirem de denúncias e a procurarem seus direitos quando sofrerem homofobia ou negação de serviços. A denúncia é o primeiro passo no combate ao crime de ódio.

Comments are closed.