mr leather brasil dom pc
mr leather brasil dom pc

Médico legista vence Mr. Leather Brasil e representa cultura leather em Chicago

O médico legista Raphael Gonçalves, 37 anos, conhecido entre os praticantes de BDSM como Dom PC, venceu a etapa Brasil do concurso Mr. Leather 2018 realizado no último final de semana na boate Eagle, como acontece todos os anos.

O concurso que celebra o fetiche de homens gays pelas roupas de couro tinha 4 participantes de peso este ano, mas o médico, que estava nas etapas acompanhado de seu amante submisso “Doguinho Play”, um confeiteiro de 32 anos que se compraz em fazer o papel de “cachorrinho” e obedecer às ordens de seu “dono”, levou o prêmio na noite do evento, mas não na votação do público pela internet.

Dom PC disse que a textura, o cheiro e o sabor das roupas de couro o deixam sexualmente excitado e explica que a cultura leather não está necessariamente ligada à chamada BDSM (bondage, disciplinlina, submissão, sadismo e masoquismo), mas a diversas outras práticas de submissão. A saber, bondage é a prática de imobilizar o submisso com cordas. “Leather é uma coisa, BDSM é outra. Mas se estiveram juntos, melhor”, acredita Dom PC, que tem 44 botas e 13 jaquetas de couro.

mr leather brasil dom pc

Um júri de seis homens esteve na Eagle para analisar a performance dos quatro participantes do concurso que tem apoio do Hornet desde 2017, ano em que Dom Barbudo representou o Brasil na gringa. Nas redes sociais, com votação desde 14 de janeiro, o mais votado foi o designer gráfico Rodrigo Di Biasi, 42 anos, com 62,2% dos votos, contra 25,5% de Dom PC. A organização avisava que os votos on-line não garantiriam a vitória, por isso quem vai concorrer ao mundial é Dom PC, que já se prepara para encarar seu maior desafio entre 24 e 28 de maio, em Chicago.

Nem todos os candidatos eram adeptos de BDSM como como Dom PC, por isso as performances foram bem variadas o que tornou a disputa ainda mais séria. Durante as entrevistas feitas pelos jurados, o principal tema das respostas era sobre enfrentar o preconceito fora e dentro da comunidade LGBT.

 

Fique ligado que o Hornet contar tudo sobre o grande evento em Chicago e sobre a performance de Dom PC. Restamos na torcida.