Guia Hornet da Parada do Orgulho LGBT 2018 de São Paulo

This post is also available in: English

No próximo dia 3, domingo, acontece a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo que é um dos eventos mais importante do calendário LGBT do Brasil e do mundo, não apenas pelo número de pessoas participantes – em 2017 foram 3 milhões de pessoas – mas por ser sediada em um dos países que mais sofre com crimes de ódios contra todas as letras da sigla LGBTI.

Para 2018, a ONG APOGLBT SP (Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros de São Paulo) definiu como tema as eleições e o slogan que permeia todo o evento é “Poder pra LGBTI+, Nosso Voto, Nossa Voz”, já que será de extrema importância, este ano, saber escolher os candidatos que defenderão a nossa luta. A concentração acontece, como de costume, a partir das 10h em frente ao MASP, na Avenida Paulista.

Parada LGBT 2018

“No Congresso Nacional, dos 581 parlamentares, temos apenas um deputado assumidamente homossexual que defende as cores da nossa bandeira. Infelizmente, ainda são poucos os políticos heterossexuais e cisgêneros aliados que abraçam a pauta LGBTI+, por mais direitos humanos e cidadania, em seus discursos e plataformas políticas. É triste reconhecer que a sub-representatividade de políticos LGBTI e aliados, comprometidos com nossas pautas, repete-se em outras casas legislativas do país.” ressalta o manifestado desenvolvido pela APOGLBT SP para justificar a escolha e relevância do tema.

 

Confira agenda de eventos (Todos os eventos são gratuitos)

Abertura: Exposição Com Muito Orgulho
Data: 25/05/2018
Horário: 18h
Local: Museu da Diversidade

Cãominhada da Diversidade
Data: 31/05/2018
Horário: 9h
Local: Vale do Anhangabaú

18ª Feira Cultural LGBT de São Paulo
Data: 31/05/2018
Horário: 10h às 22h
Local: Vale do Anhangabaú

18º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade 2018
Data: 01/06/2018
Horário: 19h
Local: Memorial da América Latina

22ª Parada do Orgulho LGBT de SP – Evento Oficial APOGLBT SP
Data: 03/06/2018
Horário: 10h às 18h
Local: Avenida Paulista, concentração em frente ao MASP

 

Confira o que alguns LGBT influentes e militantes recomendam para a do Orgulho LGBT 2018 de São Paulo:

 

Parada LGBT 2018Maíra Reis – Jornalista LGBT e palestrante

“Uma vez ouvi uma frase que eu gosto muito de passar para frente: ‘O fervo também é luta’. Ou seja essa é a oportunidade das pessoas olharem para a gente, no meio de toda a festa, mesmo com todo o preconceito e LGBTfobia, e mostrar quem somos e que temos sim uma causa importante e que todo mundo deveria dar atenção e nos ajudar a mudar”.

Parada LGBT 2018Marcio Caparica – Editor-chefe dos blogues Lado Bi e Agora Eu Viajei

“Sair da bolha do seu convívio LGBT e ver pessoas gays, lésbicas, trans etc. que você não costuma encontrar é importante para perceber como é diverso o mundo LGBT e que há muita gente que não consegue usufruir abertamente da sua sexualidade. Devemos mostrar para as autoridades e movimentos conservadores que nós SMOS MUITÍSSIMAS SIM e capazes de nos mobilizar. Além de tudo, a Parada é muito divertida.

Parada LGBT 2018João Geraldo Neto – Ativista HIV / AIDS

“Em tempos conservadores, a representatividade importa. Tomar as ruas é muito mais que fazer festa. É fazer política e mostrar que existimos e podemos nos organizar”.

 

Parada LGBT 2018Vinícius Borges (doutor Maravilha) – Médico Infectologista e ativista LGBT na luta contra o HIV – “O importante é se mobilizar em movimentos como esse para trazer voz e visibilidade e dar voz a essas pessoas que não tem visibilidade. Mesmo em grupos LGBT a gente lida com pessoas que tem graus diferentes de vulnerabilidade e a gente que tem o privilégio de poder lutar, tem que saber que a gente fala por minorias mais oprimidas”.