Quantcast
Parlamento uruguaio aprova direitos para transexuais em decisão histórica Política

Parlamento uruguaio aprova direitos para transexuais em decisão histórica

Written by Marcio Rolim on October 20, 2018
Be first to like this.

Parlamento uruguaio aprova direitos para transexuais na madrugada desta sexta-feira (19) em decisão histórica para o país. A Câmara dos Deputados do Uruguai aprovou uma lei histórica que garante uma série de direitos para transexuais. No momento em que o projeto de lei foi sancionado, pouco depois da meia-noite, a sessão foi interrompida por aplausos do público que estava presente. As informações são do O Globo.

A nova legislação estabelece medidas para combater a discriminação contra transgêneros e avançar na garantia de seus direitos, criando mais possibilidade de acesso ao trabalho e à moradia. O texto da lei obriga os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, governos departamentais, entidades autônomas e outras repartições públicas que destinem, por ano, 1% de vagas de emprego para esta parcela da população. Também estabelece facilidades para a mudança de nome das pessoas trans no Registro Civil.

Com apoio não apenas dos representantes da coalizão governamental Frente Ampla (FA, de esquerda), mas também da oposição, a lei foi aprovada por 66 dos 88 votos. A sessão começou na quinta-feira, dia 18, e durou mais de dez horas. Pelo menos 40 parlamentares discursaram.

O projeto já havia sido aprovado na última terça-feira, dia 16, no Senado. Agora, a lei será promulgada pelo Executivo.

O debate começou com uma exposição da deputada governista Cristina Lustemberg, da Frente Ampla, que esclareceu: “não legislamos para nenhuma corporação”.

— Tudo o que não é explicitamente e especificamente legislado em favor dos mais fracos é a favor dos poderosos — disse ela, de acordo com o diário uruguaio “El País”.

Quando deram a palavra ao deputado Gerardo Amarilla, que é pastor evangélico e membro do Partido Nacional, ele reclamou que o texto do projeto de lei tem vários “aspectos desnecessários”, como um percentual das bolsas de estudo públicas destinado a pessoas trans. Para o legislador, os transexuais “já são sujeitos com prioridade em todas as áreas”.

A deputada Manuela Mutti, também do FA, disse à Agência Efe que a aprovação da lei faz com que o Uruguai avance não apenas “em direitos e em democracia” mas também “nas possibilidades de realmente ter uma sociedade mais participativa e mais justa”.

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in
Português
  • English
  • Français
  • Español
  • ไทย
  • 繁體中文