Pesquisa revela: maioria dos homens gays já traiu seu companheiro

A maioria dos homens gays já “enganou” seu companheiro de acordo com um novo estudo muito provocativo. O Instituto Saúde Igualdade e Organização de Direitos (HERO) descobriu que 58% dos homens homossexuais têm sido traídos por seu parceiro, enquanto 52% admitem que traíram. A pesquisa diz ainda que 45% afirma que sua outra metade nunca soube que ele o traiu.

A pesquisa voltada exclusivamente para o conceito de traição e para a população gay, também descobriu que 17% dos homens questionados contraíram uma IST nessa traição e que 61% não informou ao seu parceiro.

“O que está claro para nós, sobre os resultados da pesquisa e o que os homossexuais nos falaram sobre suas experiências, é que alguns homens gays estão cometendo os mesmos erros em relação à comunicação, confiança e limites. Há uma grande questão de homens gays que não conseguem conversar um com o outro sobre o que eles querem sexualmente. Nós crescemos em uma sociedade muito heterossexual, onde ‘enganar’ é suficiente para acabar com os relacionamentos e os casamentos de longa data porque é o que a sociedade nos pediu para fazer. E não é chocante achar que esses padrões também são colocados em homens gays”, disse Ian Howley, diretor-executivo do HERO.

Ian acrescentou:

“Conheci muitos casais homossexuais que são perfeitos para cada um, emocionalmente, mas sexualmente, eles não funcionaram, ou simplesmente falharam, mas ao invés de trabalhar juntos, um ou ambos usaram truques contra seu parceiro levando à eventual ruptura de sua relação”.

Ian também sugere que os homens que estão em relacionamentos devem continuar a se testar regularmente para as IST e HIV, acrescentando: “17% dos homossexuais que admitiram trapacear seu parceiro obtiveram uma IST ou HIV. Recomendamos que todos os homens homossexuais sexualmente ativos, seja em um relacionamento ou não, sejam testados quanto ao HIV e ISTs pelo menos duas vezes por ano”. A pesquisa completa foi publicada na nova edição da revista FS Magazine