Ator do Power Ranger azul conta como sobreviveu à “cura-gay” e homofobia nas gravações

Ator do Power Ranger azul conta como sobreviveu à “cura-gay” e homofobia nas gravações

Be first to like this.

Muitos fãs do icônico programa infantil dos anos 90, Power Rangers, podem não saber que o Power Ranger azul original, interpretado por David Yost, é um homem gay sobrevivente de terapia de conversão, a popularmente conhecida “cura-gay” (que não funciona, é apenas uma tortura, vale lembrar).

Yost, que interpretou Billy Cranston, falou publicamente no passado sobre não apenas esta fase terível, mas outra: bem no set de gravação dos Power Rangers, como lembrou a matéria original do portal Pink News.

Suas declarações sobre a terapia de conversão voltaram à mídia com força nesta última semana nas redes sociais como reação à falta de atitude do governo britânico de banir definitivamente a “cura-gay” em todo seu território.

O governo de Boris Johnson está sob crescente pressão de grupos de ativistas LGBTs para cumprir a promessa de campanha, de que proibiria este tipo de prática no Reino Unido.

Três membros do conselho consultivo LGBT + do governo renunciaram esta semana, alegando hostilidades. Um deles, Jayne Ozanne, referiu-se à falta de progresso na proibição da terapia de conversão há muito prometida como a “gota d’água”.

Uma pessoa que conhece muito bem os danos que a terapia de conversão pode causar é o Power Ranger David Yost, que, em 2018, falou sobre sua experiência para a Entertainment Weekly.

Ele descreveu como foi assediado no set de Power Rangers por alguns membros do elenco apenas por ser gay. Este, segundo ele, foi a deixa para ele tentar uma terapia de conversão após deixar o show em 1996, o que obviamente não deu certo. “Eu me submeti à terapia de conversão porque não queria ser gay. E eu realmente lutei, lutei e lutei contra isso ”, disse ele à Entertainment Weekly.

E em outra entrevista à revista australiana Out In Perth, ele disse: “Bem, a terapia de conversão que eu fiz religiosamente por dois anos … infelizmente causou um colapso nervoso porque eu estava trabalhando ativamente contra a verdade de quem eu era e não aguentava mais”.

Power Ranger Azul, David Yost: homofobia que levou à tentativa de “cura-gay”. (Foto: KYLE JACKSON)

“Depois do meu colapso nervoso, levei anos para me sentir confortável e realmente ser honesto comigo mesmo. Não foi um processo rápido e demorou muito para ficar feliz e confortável”.

No entanto, ele diz que está feliz por agora ter aceitado sua sexualidade e recebe muitos e-mails de fãs LGBTs: “Recebo cartas todos os dias nas redes sociais de pessoas que me dizem: ‘Muito obrigado por ter vindo, você me deu a coragem de vir, obrigado por compartilhar sua história ’.

“É tudo uma recompensa para mim em muitos níveis, porque sei que ajudei outras pessoas a encontrar a força dentro de si mesmas para falar abertamente sobre isso. Estou feliz que o movimento “eu também” tenha acontecido para as mulheres, já deveria ter acontecido há muito tempo”, disse o ex-intérprete dos Power Rangers.

E finalizou: “Minha história é semelhante a algumas das coisas que estas pessoas passaram. Fico feliz porque compartilhar minha experiência ajuda estas pessoas e torna o mundo um lugar melhor e mais receptivo do que era pra mim.”

Related Stories

Cinco momentos para se evitar engatar um namoro (vídeo)
"Por que eu não consigo namorar?" ou não quero (VÍDEO)
Léu Vieira, ex de suspeito de matar filhos em incêndio faz desabafo comovente
“Retorno de Saturno” aborda a vida adulta de LGBTs, assista trailer
Quantcast