Quantcast
Presos homossexuais são tratados com exorcismo em presídio de Mato Grosso Política

Presos homossexuais são tratados com exorcismo em presídio de Mato Grosso

Written by Marcio Rolim on August 07, 2018
Be first to like this.

ONG ‘Somos’, do Rio Grande do Sul, visitou dois presídios em Mato Grosso e constatou que presos homossexuais, travestis e transexuais contam que exorcismo e isolamento são rotina entre os castigos aplicados dentro da carceragem, as informações são do portal de notícias G1.

Por meio de assessoria, a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh-MT) informou que deve aguardar o envio de um relatório elaborado pelo grupo para então tomar providências com relação às denúncias e acompanhar as demandas dos detentos que pertencem ao grupo LGBTI+ para então proporcionar a capacitação dos servidores para convivência e validação dos direitos desse público dentro das penitenciárias.

Mesmo o Mato Grosso sendo um dos primeiros Estados a criar uma ala exclusiva para os presos homossexuais, o coordenador da ONG, Guilherme Gomes Ferreira, contou que os detentos relataram ao grupo que presos das chamadas Ala Arco-Íris (em Cuiabá) e Ala Aquarela (em Rondonópolis) são constantemente agredidos.

Segundo a ONG, um detento homossexual da Mata Grande contou que em uma das chamadas sessões de exorcismo e “cura gay”, as mãos e pés foram amarrados. Ao todo, foram coletados cerca de 40 depoimentos em Mato Grosso, sendo 20 na Mata Grande e 20 no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

O governo informou que normatizou os parâmetros de acolhimento e atendimento à população LGBTI+ no sistema prisional, conforme estabelece a Instrução Normativa N.º 001/2017/ criada pela Sejudh e publicada no Diário Oficial do dia 30 de novembro de 2017.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen), Amaury Paixão, o sindicato não recebeu denúncias de agressões à comunidade LGBTI por parte dos servidores. No entanto, ressalta que uma das atribuições do servidor penitenciário é preservar a integridade física do recuperando, independente da opção sexual.

Você sabe de algum caso de tentativa de cura gay em presídios? Deixe um comentário.

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in
Português
  • English
  • Français
  • Español
  • ไทย
  • 繁體中文