Projeto Pornolhices
Projeto Pornolhices

Pornolhices: ilustrações deliciosas contam desventuras sexuais de um homem gay

Rafael Bastos, designer gráfico e ilustrador, é baiano, tem 27 anos, erradicado em São Paulo desde 2013, criou o projeto Pornolhices, um conjunto de ilustrações com conteúdo explícito que contam as desventuras sexuais do personagem Carlos, que muitos de nós vamos nos identificar.

Em 2016, Rafael criou uma conta no Instagram a fim de produzir mais, porque sentia que não estava desenvolvendo muito sua técnica e talvez postando seu material para o público geral, mais voltado para o homoerotismo, que é algo que sempre amou, pudesse perder a vergonha de expor novos traços e avançar em novos roteiros.

“As primeiras ilustrações que fiz foram inspiradas em meus atores pornôs favoritos e eu não esperava que tivesse uma repercussão tão positiva, todos eles me mandavam mensagens e compartilhavam e tudo mais e com o tempo mais pessoas foram conhecendo as ilustrações”.

Arraste para ver algumas ilustrações do Pornolhices:

Rafael conta que o projeto Pornolhices são um reflexo de seus desejos, tanto que um outro passo importante na criação das ilustrações foi criar um personagem, o Carlos, seu alter ego, que aparecesse em várias ilustrações. Em consequência dessa personagem, logo veio um pequeno quadrinho com histórias curtas, divertidas e eróticas e a repercussão foi muito positiva.

Pornolhices parte 1 e 2 teve grande repercussão nas redes e as pessoas começaram a pedir produtos (prints, adesivos…) até que surgiu a ideia de lançar o projeto no Catarse, para produção de uma revista física, com a parte 1 e 2 além da inédita parte 3 (que será colorida).

“A ideia a partir desse projeto é trazer conteúdos voltados à educação sexual da forma mais explícita e divertida possível, meu plano pro futuro é conseguir criar uma revista bem maior sobre educação sexual para o público LGBTI, mas que não pareça uma cartilha de governo, e sim com uma linguagem acessível, imagens explícitas, falando de fetiches, porque no final das contas a maior parte de conhecimento sobre sexualidade a gente tira da internet e pornografia, então porque não unir os dois?

Nós concordamos. Adoramos pornografia e quando vem cheia de humor e excelentes ilustrações, gostamos mais ainda. Para ajudar esse projeto lindo e adquirir o livro físico, clica aqui.