Defensoria Pública pede punição para Ratinho por vídeo homofóbico

Em seu Instagram semana passada, o apresentador do SBT Ratinho fez um vídeo criticando o ‘excesso’ de homossexuais em novelas da TV Globo e, após críticas de seus próprios seguidores, fez um vídeo se explicando. Mas não adiantou muito, visto que a Defensoria Pública de São Paulo considerou que sua declaração é homofóbica e optou por oferecer uma denúncia administrativa na Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania contra o apresentador. A atuação é do Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial da Defensoria Pública.

 

LEIA TAMBÉM | Ratinho faz desabafo homofóbico no Instagram

 

No vídeo, publicado dia 3 de janeiro, Ratinho se lamenta: “Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou ‘viado’ até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha ‘viado’ não. Você acha que tinha ‘viado’ naquele tempo? É muito ‘viado’: é ‘viado’ às seis da tarde, é ‘viado’ às oito da noite, é ‘viado’ às nove da noite, é ‘viado’ às dez da noite, é muito ‘viado’. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto ‘viado’ assim. Ou tem? Será?”.

“A fala do apresentador é uma verdadeira exposição ampla via internet de ofensas homofóbicas contra os homossexuais de forma geral, tomando a homossexualidade masculina como algo negativo e ruim que, necessariamente, desqualificaria e depreciaria a programação de uma emissora”, diz o defensor público Rodrigo Leal da Silva, autor da denúncia.

Assista o pedido de desculpas de Ratinho:

A Defensoria pede que a Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania instaure um processo administrativo e, ao final do procedimento, aplique multa ao apresentador por discriminação homofóbica, com fundamento na Lei Estadual nº 10.948/2001, que prevê punições administrativas para pessoas físicas e jurídicas por atos de preconceito por orientação sexual.

Informações do Estadão e Folha de S. Paulo.

(Visited 68 times, 1 visits today)