Quantcast
Ronaldo Ésper, agora hétero, diz que homossexualidade era maldição de tia TV

Ronaldo Ésper, agora hétero, diz que homossexualidade era maldição de tia

Written by Marcio Rolim on December 21, 2018
Be first to like this.

Ronaldo Ésper deu depoimento, no mínimo, curioso na última quarta-feira (19) para o Programa Pânico da Jovem Pan. Ésper afirma que atualmente é heterossexual, mas que sempre foi gay, e que a homossexualidade aconteceu por conta de uma maldição rogada por uma tia.

“A minha fé atual, que é a da Universal [Igreja Universal do Reino de Deus], eles têm várias explicações. Uma delas é que você traz isso, quer dizer, é hereditário. Mas eles consideram isso como uma maldição na família. Você também pode ser amaldiçoado por alguém, que foi o meu caso. Eu estava me afogando, ela me jogou na piscina. Ela não gostava de mim, já era homofóbica desde sempre.”, explicou o ex-gay.

Assista entrevista completa:

O estilista afirma ainda que nunca gostou de ser gay. “Eu passei a vida inteira homossexual, talvez por causa dessa maldição, mas eu não gostava disso. Eu gostava da farra, daquela coisa toda. Era uma coisa fascinante. Até as pessoas que não eram gays, acabavam entrando no embrulho”, revelou ele, frisando que sempre foi algo consciente: “Nunca usei drogas”.

Ronaldo Ésper afirma que a transformação veio através da religião. “Minha mãe, que tinha noventa anos na época, catolicíssima, me falou para ir à Universal”, explicou, frisando que não tem religião. “Eu não tenho religião e a Universal não é uma religião. Se trata de uma fé baseada na bíblia. Ou você segue o que está escrito na bíblia ou você não está fazendo parte da fé”, disse.

Ésper, que já tinha virado motivo de piada nas redes desde a sua “transformação para heterossexual”, foi muito criticado ao atestar que alguém poderia deixar de ser gay, mas afirma: “Eu senti a necessidade de fazer isso, mas não estou puxando ninguém para ir para a igreja. Ninguém me perguntou nada, eu fui interpretando o que falavam e eu achei melhor me abster dessa vida. O termo ex-gay não é legal, mas tem gente que era e se casou com uma mulher. Minha vida está bem melhor.”, finalizou.

Um total de zero pessoas está chocado com essa afirmação, não é mesmo?

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in