Grupo de drag queens planeja protesto contra a visita de Trump ao Reino Unido

This post is also available in: English Español ไทย

Quando Donald Trump, o presidente mais anti-LGBT dos EUA da era moderna, visitar o Reino Unido na sexta-feira 13 de julho, ele será saudado por um enorme protesto de pessoas montadas de drag. O protesto, liderado pela renomada drag queen Cheddar Gorgeous (foto acima) é apenas um dos vários protestos que ocorrerão durante a visita do Trump.

Gorgeous escreveu, “Isso é para aumentar a conscientização sobre a forma como o governo de Trump atacou sistematicamente a comunidade LGBT e para se solidarizar com os muitos outros grupos que se sentem marginalizados ao longo das linhas de raça, classe e gênero”.

Ela acrescenta: “Não se opor à visita pareceria uma traição à sociedade tolerante que o Reino Unido como um todo”.

O protesto, que tem uma página oficial no Facebook com mais de 1.000 confirmados, será apenas um dos diversos protestos contra Trump e sua política homofóbica.

O protesto chamado Together Against Trump tem mais de 43.000 confirmados. Ainda, um site chamado Top Trump Targets está incentivando as pessoas a protestarem contra sua visita doando para organizações que beneficiam mulheres, refugiados e pessoas trans – seus alvos políticos favoritos.

Trump Britain 02, Cheddar Gorgeous 02, Theresa May
Theresa May and Donald Trump

A visita de um dia de Trump ao Reino Unido foi descrita como uma “visita de trabalho”. Além de se encontrar com o primeiro-ministro Theresa May, ele deverá visitar a rainha da Inglaterra, mas ele não vai ter visita ao palácio ou receber um banquete oficial.

Trump havia originalmente planejado uma visita mais longa no ano passado, mas cancelou em meio a relatos de que sua visita foi amplamente contestada na Inglaterra pelo prefeito de Londres (que criticou a proibição antimuçulmana de Trump) e membros do Parlamento que disseram que Trump não deveria ter o direito de voto no Parlamento.

Gorgeous ressalta que há uma longa história de drags se envolvendo em movimentos sociais e políticos, particularmente na revolta de Stonewall e em numerosas campanhas de arrecadação de fundos para o HIV.

Gorgeous que é de Manchester, Inglaterra, se descreve como um “unicórnio, alienígena e idealista.” Já falamos dela em nossas lista de drags assassinas da terceira temporada de Dragula. Ela também participou do European Ski Week com o blogger gay Davey Wavey.

O que você acha desse protesto de drag queens? Conta pra gente nos comentários.