vacina
vacina

Saiba onde e por que se vacinar gratuitamente contra vírus HPV

O vírus do HPV é capaz de causar lesões de pele ou mucosas tais como verrugas e câncer de colo de útero, pênis, anus e boca. Estima-se que 80% da população sexualmente ativa teve contato com o HPV em algum momento da vida.

A principal forma de transmissão do HPV é por via sexual, que inclui contato oral-genital. De forma mais rara, o HPV pode ser transmitido durante o parto ou por determinados objetos. O risco de transmissão é maior quando as verrugas são visíveis, mas a transmissão pode ocorrer mesmo sem a presença de lesões visíveis.

O HPV pode causar: verrugas não dolorosas, isoladas ou agrupadas, que aparecem nos órgãos genitais (pênis, ânus, vagina, vulva, colo do útero), boca e garganta. Irritação ou coceira no local. O vírus pode ficar latente no corpo: a lesão muitas vezes aparece alguns dias ou anos após o contato. As manifestações costumam ser mais comuns em gestantes e pessoas com imunidade baixa.

O Ministério da Saúde disponibiliza, gratuitamente, a vacina quadrivalente que protege contra os HPV tipos 6 e 11, que causam verrugas, e os tipos 16 e 18, que causam câncer.

vacinar gratuitamente contra vírus HVP

A população-alvo prioritária da vacina HPV é a de meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, que receberão duas doses (0 e 6 meses) com intervalo de 6 meses, e homens e mulheres vivendo com HIV de 9 a 26 anos, que receberão 3 doses (0, 2 e 6 meses).

A vacina HPV é segura e os eventos adversos pós-vacinação, quando presentes, são leves e autolimitados. Eventos adversos graves são muito raros; entretanto, quando acontecem, necessitam de avaliação e assistência imediata e adequada de profissionais devidamente qualificados na rede do SUS. A vacina não substitui o exame preventivo de câncer de colo uterino.

Outras formas de prevenção: o uso de preservativo diminui a possibilidade de transmissão, porém não evita totalmente. Em mulheres a realização de exames anuais preventivos pode fazer a detecção precoce. Nos homens com história de sexo anal devem realizar avaliação médica.

Saiba onde se vacinar gratuitamente. A prevenção é o melhor remédio!

Participe da pesquisa sobre HPV desenvolvida pelo Hornet em parceria com a Sociedade Brasileira de ISTs

 

Este artigo é uma contribuição da Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis – Regional São Paulo.