Bar LGBTI
Bar LGBTI

Bar LGBTI de Manaus sofre atentado com tiros de fuzil

Bar LGBTI de Manaus sofre atentado homofóbico e tiros são relatados pelos presentes. O atentado contra o bar frequentado em sua maior parte por homens gays na capital Manaus assustou clientes na noite da última segunda-feira (29/10). Segundo informações do site Portal Mixturando, um carro passou atirando contra os clientes do bar 161, localizado no Centro da capital amazonense.

 

LEIA TAMBÉM | Travesti é morta no centro de São Paulo aos gritos de “Bolsonaro”

 

Segundo a publicação, policiais estiveram no local do crime e constataram que os tiros foram disparados por um fuzil. Uma das balas atingiu um carro próximo ao local. Felizmente, ninguém saiu ferido. Pessoas que estavam no local garantem que o atento foi de cunho homofóbico. “Eu estava na primeira mesa próxima da rua e vi tudo. Só consegui me jogar no chão e tenho certeza que foi premeditado. Todos sabem que ali é um público exclusivamente LGBT”, afirmou um estudante, que preferiu manter o anonimato em entrevista ao portal.

Em nota divulgada à imprensa, a Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM) informou que o atentado “não tem relação específica com LGBTfobia”. Segundo o órgão, foi feita uma “averiguação da ocorrência” junto à Polícia Militar e que o caso “refere-se ao tráfico de drogas na região”.

“Ratificamos nosso compromisso com a comunidade e estamos à disposição para salvaguardar quaisquer direitos humanos violados ou situações atentatórias contra a vida das pessoas LGBT+”, finaliza a nota.

A polícia militar confirmou o atentado e disse que as autoridades estão trabalhando para encontrar os responsáveis pelo ataque e que irão resgatar imagens da câmera de segurança do bar. É importante que em casos de violência e crimes de ódio, as denúncias sejam feitas para que a polícia possa procurar e responsabilizar os culpados.