Quantcast
Nego do Borel visita casa de acolhimento a trans na tentativa de reverter má fase Celebridades

Nego do Borel visita casa de acolhimento a trans na tentativa de reverter má fase

Written by Marcio Rolim on February 02, 2019
Be first to like this.

Nego do Borel visita casa de acolhimento a trans e travestis em meio à crise de imagem com repercussões fortes em sua carreira. Após o fatídico episódio em que o cantor, que já teve outros senões com os LGBT, proferiu comentário transfóbico contra Luisa Marilac, ele tem recebido vaias durante shows e algumas cantoras desistiram de participar da gravação de seu DVD, que inclusive foi cancelada após polêmica.

 

LEIA TAMBÉM | Anitta defende Nego do Borel em show sob gritos de vaias

 

Luisa Marilac voltou a falar sobre processar Nego do Borel. De acordo com sua assessoria, o funkeiro e sua equipe não deram respostas sobre a proposta que ela teria dado. A youtuber sugeriu que o cantor carioca desse visibilidade à causa LGBT por meio de suas redes sociais.

“Sabem por que não movi uma ação contra o Nego do Borel? Porque minha equipe entrou em contato com a equipe dele pra ver se a gente conseguia um processo de conscientização. Que ele falasse um pouco nas redes sociais dele sobre a causa transgênero, sobre o gay. Entendesse um pouco mais do assunto pra ajudar nesta causa devido aquele vacilo que ele deu”, disse Luisa.

 

LEIA TAMBÉM | Luisa Marilac sofre transfobia de cantor e de apresentador

 

Antes que fosse tarde demais e o processo já estivesse rolando, Nego do Borel resolveu começar a toma atitudes sobre o assunto. Na tarde desta sexta-feira (1), o cantor visitou a Casa Florescer. O espaço abriga mulheres transexuais e travestis em situação de vulnerabilidade, na capital de São Paulo.

Na ocasião, ele foi acompanhado de Agrepino Magalhães, ativista do movimento LGBTQI+. Em conversa com o Na Telinha, Agrepino falou sobre o arrependimento de Nego do Borel. “Ele errou, todo mundo sabe que errou e feio. Chamar uma pessoa que tem uma identidade de gênero no masculino, sendo que a uma pessoa tem uma identidade de gênero que é feminino, é horrível. Mas eu vejo que ele errou e pediu desculpas e a gente vê na cara dele que ele se arrependeu”, disse.

O ativista entregou ao cantor um manual de comunicação do LGBTQI+, que explica, de forma didática, particularidades do movimento. “Eu acho louvável a atitude do Nego do Borel. Ele hoje pediu desculpas, visitou a Casa Florescer, que é uma casa de acolhimento de mulheres travestis e mulheres transexuais em situação de rua em São Paulo. E assim entender mais, se aprofundar e ajuda ajudar”, afirmou Agrepino Magalhães.

E aí, será que Nego do Borel está mesmo preocupado em fazer um trabalho social ou apenas tentando limpar sua imagem? Deixe um comentário.

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in
Português
  • English
  • Français
  • Español
  • ไทย
  • 繁體中文