Quantcast
Idade ainda importa? O que aprendi com um namorado com metade da minha idade Escolhas do Editor

Idade ainda importa? O que aprendi com um namorado com metade da minha idade

Written by Marcio Rolim on July 08, 2019
Be first to like this.

Sim, idade ainda importa. Mas pelos melhores motivos. Especialmente quando a gente desconstrói a ideia de sugar daddy e sugar baby e entra numa relação em que os dois estão juntos porque querem estar juntos sem interesses, pedidos ou compensações materiais. Após a separação, acreditei que namorar garotos muito jovens seria um problema: “eles vão embora logo, eles só querem sexo, eles não têm tanta cultura, eles não conseguem nem pagar a parte deles no restaurante…” ah, o preconceito e o julgamento… sempre nos impedindo de viver emoções.

Conheci um cara que 21 anos pelo Hornet. A princípio, eu disse “não curto mais novos”. Ele insistiu. Uns dias de conversa, decidi que o daria uma chance de sexo rápido e nada mais. Nos encontramos. O sexo foi rápido, mas o jantar depois do sexo, durou horas. Sim, transamos e saímos para comer depois. Após pouco mais de 1 mês nos vendo quase todos os dias, eis aqui o que aprendi com um garoto que tem metade da minha idade e o dobro da minha vivência.

 

  1. Os caras mais novos não pensam só em sexo (não apenas) – tivemos conversas tão longas que acabaram às 4 da manhã e não teve sexo. Saímos para diversos rolês em nossos encontros e uma parte deles não acabou em sexo. Marcamos com amigos, fomos ao teatro, festas, bares… a transa casual virou uma sequência de encontros para diversas coisas que não sexo. E todas incríveis.
  2. Homens jovens sabem ouvir. Nem tudo é ansiedade, nem pressa. O fato é que, como ele tem mais tempo e menos responsabilidades que eu, tive a chance de ter alguém focado nos meus problemas, meus assuntos, me ouvindo, me observando. Naturalmente que isso me fez perceber que eu preciso de um psicólogo, um analista, porque não poderia fazer desse relacionamento um divã, mas foi bom ter na cama sexo e conversas infinitas.
  3. A juventude está em nós. Eu estava, há tempos, reproduzindo que agora eu queria mais namoro que sexo, mais papo que sexo, mais restaurantes que sexo, mais qualquer coisa que sexo. Porque acreditava que, ao envelhecer, a gente substituía o sexo por outras coisas. Veja só… transamos como se não houvesse o amanhã e eu redescobri uma energia que acreditava não ter mais, graças ao fato de ele me fazer me sentir jovem e desejado de novo.
  4. Encontrei a liberdade. Nossa relação era aberta. Pela primeira vez vivi esse tipo de relação. Tive que lidar com o desejo dele por outros caras, com o fato de ele estar transando gostoso por aí. Controlei o ciúme, a cobrança, a insegurança e entendi que não sou dono do corpo de ninguém e que o sexo fora da relação não diminuiria o que realmente importa entre a gente: o amor, o carinho a dedicação e a confiança que era algo só nosso.
  5. Nem sempre homens jovens são hipossuficientes. Metade da minha idade e o dobro da minha vivência. Saiu de casa aos 17, graduou em uma universidade portuguesa aos 21, morou em dois países estagiando, já ingressou no mestrado. Sabe fazer tudo o que só aprendo pelos 30 e não pede ajuda de ninguém. Obviamente que os privilégios lhe deram essa chance, mas os mesmos privilégios poderiam ter criado um menino mimado que espera tudo cair de mãos beijadas. Mas ele preferiu conquistar por si seu futuro.
Idade ainda importa
Eu e xuxu passeando pela Avenida Paulista

Nossa história é curta, com data para acabar. Ele vai embora para outro país e eu vou ficar. Mas certamente foi o namoro (mais curto) e mais desconstruído para mim, que me entreguei aos danos do preconceito, do etarismo e do orgulho. Um respiro de juventude e alegria que recebi de presente de alguém a quem quase destratei, quase desprezei, quase deixei passar, mas que (por insistência dele), me mostrou que orgulho e preconceito diminuem os dias de vida. E sim, ainda ainda importa. Pelos melhores motivos.

Tem outras histórias que conto no meu canal no Youtube e no Instagram. Sigam!

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in
Português
  • English
  • Français
  • Español
  • ไทย
  • 繁體中文