Quantcast
Ministra Damares afirma: “já que a menina é igual, ela aguenta apanhar” Política

Ministra Damares afirma: “já que a menina é igual, ela aguenta apanhar”

Written by Marcio Rolim on March 09, 2019
Be first to like this.

Ministra Damares, a famigerada e polêmica ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves, voltou a polemizar nesta sexta-feira (8). A aberração da vez ocorreu durante um evento de lançamento de uma campanha contra violência doméstica. Para a ministra, é necessário incentivar a ideia de que meninas são iguais em direitos e oportunidades, mas diferentes por serem mulheres e precisam ser respeitadas como tal.

“Enquanto meninos acharem que são iguais a meninas, como se pregou no passado algumas ideologias, ‘já que a menina é igual, ela aguenta apanhar’. Nós vamos dizer para meninos que meninas são iguais em oportunidades e direitos, mas diferentes fisicamente, e precisam ser amadas. Nós vamos ensinar isso a nossos meninos”.

LEIA TAMBÉMMedida Provisória assinada por Bolsonaro exclui direitos específicos aos LGBT

A ministra ainda salientou a necessidade de educar os meninos, desde a tenra idade, a oferecerem um tratamento excepcional às meninas. Para ela, uma maneira eficaz de propagar o respeito, é ensiná-los a levar flores para elas e abrir a porta do carro. Afinal, é preciso trazer à tona a delicadeza feminina.

“Nós vamos ensinar nossos meninos nas escolas a levar flores para as meninas. Por que não? A abrir porta do carro para mulher, por que não? A se reverenciar para uma mulher, por que não? Nós não vamos estar colocando a mulher em condição de fragilidade, mas nós vamos elevar a mulher para o patamar de um ser especial, pleno e extraordinário. E é isso que a gente quer fazer lá na escola.”

A ministra Damares é a pastora evangélica que ficou famosa por sua história do Jesus na Goiabeira, relembre:

A ministra acredita que a violência contra a mulher pode ser identificada pelas depiladoras e outros profissionais da área da beleza, por estarem em contato com os corpos femininos (provavelmente ideia de seu assessor Agustin Fernandes, maquiador gay bolsonarista que ganhou fama ao defender o Bolsonaro durante eleições de 2018).

“Isso envolve treinamento, capacitação e trabalho de campo. E nosso o governo tem que contribuir. A ideia é enfrentar a violência contra o público feminino. Profissionais da área da beleza treinados para orientar suas clientes. Todos os casos de agressões devem ser denunciados. As depiladoras, por exemplo, conseguem identificar agressões pois são as que mais têm acesso ao corpo da mulher”.

Segundo publicação do Globo, Damares Alves e o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, assinaram na manhã desta sexta-feira um acordo de cooperação técnica para estabelecimento de políticas públicas de combate à violência doméstica e familiar.

Read more stories by just signing up

or Download the App to read the latest stories

Already a member? Log in