Russos fazem ameaça
Russos fazem ameaça

Russos fazem ameaça a gays que forem à Copa: “Você será caçado e esfaqueado”

Os gays fãs de futebol precisam estar em alerta caso visitem a Rússia para a Copa do Mundo de 2018. Russos fazem ameaça à comunidade LGTI e avisam que serão perseguidos e atacados caso forem a Copa do Mundo.

As ameaças que chegaram à caixa de entrada do grupo contém mensagens alertando que os LGBTs que viajarem ao país serão caçadas e esfaqueadas. Um dos líderes do Pride in Football afirmou que “tem gente desse grupo dizendo que se der de cara conosco, vai nos esfaquear. Denunciamos às autoridades e as investigações para descobrir a autoria já estão em andamento”, relatou.

 

“Tem gente desse grupo dizendo que se der de cara conosco, vai nos esfaquear. Denunciamos às autoridades e as investigações para descobrir a autoria já estão em andamento”, publicou Joe White, líder do grupo em entrevista ao The Mirror. Mesmo diante das ameaças, White garante que não ficará intimidado.

 

LEIA TAMBÉMpopulação russa acredita que LGBTs podem ser atacados durante Copa do Mundo

 

Russos fazem ameaça

 

“Nós não devemos ter que nos controlar para não sermos agredidos ou agirmos de maneira diferente do que somos. Não estou enfiando minha língua na garganta de ninguém! Estou agindo como uma pessoa normal, indo a um país para ver o futebol e viver a Copa do Mundo. Se for possível, pegaremos sim nossas bandeiras do arco-íris para mostrar nos estádios que torcedores LGBTs de futebol existem!”, disse Joe.

Essa não é a primeira ameaça de grupos extremistas contra os LGBTI na Copa do Mundo da Rússia, o próprio governo já fez diversos pronunciamentos sobre a segurança da população de turistas que vai durante os jogos, mas todas muito confusas, orientando até que os LGBTIs não estendessem a bandeira do arco-íris durante os jogos.

Foto iStock

Comments are closed.