Usuário da PrEP contrai HIV tomando regularmente o medicamento nos EUA

Usuário da PrEP contrai HIV tomando regularmente o medicamento nos EUA

Be first to like this.

Usuário da PrEP (Profilaxia Pré-Exposição contra o vírus HIV) desde 2016, foi infectado mesmo sem parar de tomar o medicamento regularmente. O Norte americano que não teve sua identidade revelada entra para a estatística muito pequena de usuários nessa situação. A notícia foi dada durante Conferência sobre doenças contagiosas realizada em São Francisco.

Ao realizarem testes, os médicos conseguiram identificar a cepa exata de HIV que ele foi infectado. Era uma cepa bastante resistente ao HIV, comum em quem toma antirretroviral e depois para. Os médicos descobriram que o paciente foi infectado pelo seu principal parceiro, que era soropositivo, já havia tomado antirretrovirais e estava sem tomá-los. Com isso, a carga viral desse homem estava altíssima. Ele também está bem agora, já que voltou a usar a medicação corretamente.

 

LEIA TAMBÉM | PrEP pode ser responsável por diminuir taxas de infecção por clamídia e outras ISTs

 

“Sabemos que a PrEP é superior a 99% de eficácia. Existem alguns casos em que o HIV irá quebrar isso. Nós só temos um punhado de casos agora, e no próximo ano, nó provavelmente teremos mais alguns. Felizmente, esses casos são detectados cedo, tratados e suprimidos rapidamente. A pessoa passa de tomar uma pílula por dia para uma pílula por dia. A maior diferença é o estigma”, disse o médico Robert Grant, da Universidade da Califórnia.

Este é o terceiro caso de um paciente em uso da PrEP e que contrai HIV nos Estados Unidos. No mundo, outros três casos foram registrados: em Toronto, no Canadá, Amsterdã, na Holanda, e em Sidney, Austrália. Vale lembrar que esse contágio só foi possível porque o parceiro estava sem tomar seus antirretrovirais, portanto, possivelmente não estava indetectável, condição que o torna transmissor. Soropositivos indetectáveis não transmitem o vírus do HIV.

Related Stories

Elliot Page diz que sabia que queria ser um menino desde os nove anos
Ryan O’Connell, de Special, criará nova série sobre LGBTs com deficiência
Estudo de vacina preventiva ao HIV busca voluntários no Brasil
A atualização mais recente do Hornet permite que superusuários aproveitem seus fãs e seguidores ao máximo
Quantcast