Gay Games: estas fotos de luta livre podem causar um ataque cardíaco

This post is also available in: English Français ไทย

Durante os jogos, fomos ao Instituto Francês de Judô para ver o campeonato de luta livre do Gay Games Paris. É certo que, mesmo que gostemos de assistir a esses combates de luta livre, esse é um esporte nós realmente não entendemos… mas nós amamos assistir de qualquer maneira.

Nós assistimos com grande interesse como um lutador trancou a cabeça do seu concorrente entre as coxas, ganhando quatro pontos. O árbitro fica frequentemente de quatro, tentando ver o que está acontecendo sob os corpos entrelaçados dos atletas.

Dois australianos tentaram me explicar como tudo funciona. Não tenho certeza se entendi tudo, mas admito que não me importo, porque o esporte é lindo – marca 10 de 10 na minha escala de homoerotismo.

E eu amo os abraços que os adversários fazem no final de cada partida… depois de ter seus corpos tão torcidos, jogados e amassados ​​por cinco minutos completos.

É um verdadeiro esporte de contato. Eu quase tive um ataque cardíaco.

Nos tatames ao lado, há uma competição de artes marciais. Mesmo que eu seja ignorante sobre as técnicas da luta, meu interesse pelas artes marciais em geral beira a felicidade absoluta.

As artes marciais parecem tanto um esporte muito calmo e sereno quanto uma atividade que beira a loucura, especialmente quando os competidores estão gritando enquanto executam seus movimentos.

Mas vamos deixar a técnica e a teoria para os lutadores e ficar com as imagens lindas e excitantes dos corpos se pegando, que é o que a gente realmente quer ver.

Veja nossas fotos favoritas de luta livre do Gay Games de Paris:

Gostaram? Alguém aí pratica luta livre? Deixa um comentário.

Imagens via Mathias Casado-Castro