Neste mês do orgulho, ‘Indetectável = Intransmissível” deve ser o seu mantra

This post is also available in: English Español ไทย

Gerações Y e Z, é a sua vez de ser ativistas da AIDS. É ótimo comemorar o mês do orgulho, fazer muito sexo e celebrar sua família gay – e é exatamente isso que você precisa fazer. Mas no meio da folia, não se esqueça que pessoas LGBTI ainda estão morrendo de AIDS em todo o mundo.

Recentemente, foi lançada nos EUA uma proposta de orçamento para 2019. O orçamento cortaria milhões de dólares de fundos federais e organizações que estão ativamente lutando contra o HIV / AIDS na América e no resto do mundo. O orçamento proposto corta fundos dos Centros de Educação e Treinamento em Aids (AETCs) e Projetos Especiais de Significância Nacional (SPNS), que operam sob o programa Ryan White HIV / AIDS.

Inúmeras pessoas seropositivas sem seguro de saúde dependem de Ryan White para aceder a medicação e serviços para o VIH. Esses programas ajudam as populações mais afetadas pelo HIV: mulheres transgêneras e homens negros que fazem sexo com homens.

Undetectable = Untransmittable 3

Trump propôs reduzir US $ 35 milhões dos esforços americanos de pesquisa e prevenção de HIV / AIDS pelos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA a fim de reduzir o financiamento para o programa Oportunidades Habitacionais para Pessoas com Aids (HOPWA), que ajuda pessoas de baixa renda vivendo com HIV e aids a encontrar moradia. Trump também quer cortar US $ 1 bilhão em programas globais de HIV / AIDS nos EUA, o que, segundo especialistas, pode resultar em 1 milhão de mortes por AIDS em todo o mundo.

Vimos o quanto Trump se preocupava com as necessidades das pessoas LGBTI vivendo com HIV no Dia Mundial da AIDS no ano passado. Na declaração oficial da Casa Branca, ele não mencionou a população LGBTI — apesar do fato de que somos a população mais sobrecarregada e afetada pelo HIV / aids nos Estados Unidos. Aquele apagamento do cargo mais alto do país nos prejudica.

Então o que você pode fazer? Como você pode lutar? Você pode dizer a todos – literalmente a todos – esta mensagem: Indetectável = Não transmissível. Um indivíduo com uma carga viral indetectável – atingido com sucesso tomando diariamente medicação para o HIV – é incapaz de transmitir o HIV. Eles não são infecciosos e não representam risco para seus parceiros, independentemente do uso do preservativo ou PrEP, a pílula diária que previne a transmissão do HIV.

Existem muitas razões pelas quais a mensagem Indetectável = Não transmissível não está sendo dita em todos os cantos, pelos provedores de serviços de HIV ou pela mídia LGBTI. O estigma, a falta de educação, o preconceito cultural e o trauma da SIDA permitem que o risco de as pessoas HIV-positivas de hoje em tratamento não seja conhecido. Algumas organizações disseram que os remédios “reduzem bastante o risco” ou que o risco é “efetivamente zero”.

É zero. Pessoas HIV-positivo em tratamento não infectam outras.

Undetectable = Untransmittable 2

Em 2008, o Swiss Statement, de autoria do Dr. Pietro Vernazza e publicado pela Comissão Federal Suíça para Saúde Sexual, foi o primeiro lançamento de dados confirmando Indetectável = Não transmissível. Embora a declaração tenha sido atacada por várias agências, suas descobertas foram confirmadas por vários estudos, incluindo o estudo PARTNER, o mais amplamente conhecido até hoje. Todos esses estudos foram atacados com viés da indústria, política e mitos – mas a evidência é real.

Sim, a PrEP é uma grande conquista. Uma pílula que previne o HIV era impensável há 20 anos. Mas a droga atual aprovada para PrEP, Truvada (mais medicamentos estão a caminho), é uma medicação cara que muitas pessoas com maior risco de HIV – negros, pardos e pessoas LGBTI sem documentação e mulheres transexuais sem plano de saúde e baixa renda – são incapazes acessar. Por esse motivo, Indetectável = Nãos transmissível é o maior avanço desde o início da epidemia.

Este mês, espalhe a frase: Indetectável = Não transmissível. Se o seu departamento de saúde local, clínica de HIV ou centro de recursos LGBTI não divulgou uma declaração sobre este avanço ou não tem literatura prontamente disponível sobre o assunto, pergunte o porquê.

Divulgar esta informação a todos é a próxima grande tarefa para os ativistas do HIV em todo o mundo.

Ajude o Hornet nessa campanha no mês do orgulho.

(Visited 138 times, 1 visits today)